???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20298
Tipo do documento: Dissertação
Título: A aprendizagem de inglês em empresas: o aluno e suas representações
Autor: Costa, Eloisa Assis 
Primeiro orientador: Ramos, Rosinda de Castro Guerra
Resumo: Este estudo investiga o processo de ensino e aprendizagem de dois adultos que estudam inglês por necessidades profissionais e têm aulas realizadas em seus locais de trabalho. O objetivo desta investigação é identificar a existência ou não de fatores impeditivos de aprendizagem de comunicação oral, problema alegado por esses participantes. Para isso, o processo é analisado sob três perspectivas: a interação professor-aluno e as estratégias de aprendizagem utilizadas pelo aluno e as representações dos alunos relacionadas à comunicação oral em inglês. Os dados foram coletados através dos seguintes instrumentos: a) um questionário; b) duas entrevistas; c) gravações em áudio de quatro aulas de cada aluno; d) quatro pequenas entrevistas pós-aulas; e e) observações de aulas da pesquisadora. Foram usados como base teórica para a análise dos dados referentes ao contexto no qual ocorre a aprendizagem, os estudos de Macêdo (1998) e Morgan (1996) que tratam da cultura organizacional. As representações sociais foram examinadas através da Teoria de Moscovici (Spink, 1993). Para a discussão sobre o Curso de Inglês dos participantes foram consultados os estudos de Canale & Swain (1980) voltados à abordagem e competência comunicativas, Robinson (1980), Hutchinson & Waters (1987), entre outros, que discutem as abordagens de ensino de Inglês Geral e Inglês Instrumental. As estratégias de aprendizagem são as descritas nos estudos de O'Malley & Chamot (1987). Os estudos de Eggins & Slade (1997), voltados à análise sistêmico-funcional do processo de interação, foram utilizados para análise dos dados lingüísticos advindos das aulas dos participantes. Os resultados revelaram que os aprendizes conseguem se comunicar oralmente em inglês de modo compatível aos seus conhecimentos lingüísticos, todavia o seu desempenho não se enquadra nos padrões de falante ideal que eles possuem
Abstract: This study investigates the learning-teaching process of two adults who study English for professional needs and have their classes held at their work-places. The objective of this investigation is to identify the factors which prevent them from learning how to communicate orally in English, which is their alleged problem. In order to achieve this objective, the learning process was analysed under three perspectives: the teacher-student interaction, the students' learning strategies and the students' representations related to oral communication in English. The data were collected through the following instruments: (a) one questionnarie; (b) two interviews; (c) audio recordings of 4 classes of each student; (d) four short post-classes interviews; and (e) the researcher's class observations. The theoretical foundation used to analyse the data concerned with the learning context was based on studies by Macêdo (1998) and Morgan (1996). The social representations were supported by the notions of Moscovici's Theory (Spink 1993). To discuss the General English courses taken by those students the studies of Canale & Swain (1980) directed at the Communicative Approach and Competence were consulted; Robinson (1980) and Hutchinson & Waters (1987), among others were reviewed to support the discussion on the English for Specific Purposes Approach. The learning strategies issues were supported by the O'Malley & Chamot's studies (1987), and the interactive process was analysed through the Systemic Functional Approach (Eggins & Slade, 1987). The results revealed that those students are able to communicate in English according to their linguistic knowledge but their performances do not fit their patterns concerned with the ideal speaker
Palavras-chave: Inglês instrumental
Língua inglesa - Estudo e ensino - Finalidades específicas
Representação social
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem
Citação: Costa, Eloisa Assis. A aprendizagem de inglês em empresas: o aluno e suas representações. 2002. 190 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2002.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20298
Data de defesa: 14-Aug-2002
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Eloisa Assis Costa.pdf6,17 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.