REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/20472
Tipo: Dissertação
Título: A escrita palimpséstica de Ondjaki: estratégias inter e intratextuais em E se amanhã o medo
Título(s) alternativo(s): The palimpséstic writing of Ondjaki: inter and intratextual strategies in E se amanhã o medo
Autor(es): Tosi, Gabriela Raizaro
Primeiro Orientador: Navas, Diana
Resumo: A presente pesquisa tem como objetivo evidenciar as relações inter e intratextuais estabelecidas por Ondjaki na elaboração de seu livro de contos E se amanhã o medo (2010), bem como discutir a importância e o papel da recorrência a essas estratégias no contexto contemporâneo. Para a realização deste intento, o estudo – exploratório, descritivo e de base essencialmente bibliográfica – está organizado em três capítulos. No primeiro, traçamos um breve panorama da literatura angolana e da importância que a oralidade tem neste cenário, bem como apresentamos a vida e a obra do autor. Para a construção deste panorama, recorremos, em especial, às considerações de Carlos Ervedosa, Rita Chaves e Tânia Macêdo. O segundo capítulo inicia com um estudo sobre a intertextualidade a partir das reflexões empreendidas por Julia Kristeva, Gérard Genette, Roland Barthes, Laurent Jenny e Leyla Perrone- Moisés. A seguir, propomos a análise de alguns contos selecionados de E se amanhã o medo, identificando e analisando as estratégias intertextuais e também intratextuais que neles se observam. O terceiro capítulo, por seu turno, empreende a discussão de hipóteses críticas acerca da recorrência às estratégias inter e intratextuais na literatura contemporânea, especialmente nos contos em estudo, mas não a eles se restringindo, valendo-se, principalmente das considerações de Borges, Harold Bloom e Leyla Perrone-Moisés. Confirmase, nesta pesquisa, a hipótese de que Ondjaki, ao recorrer às estratégias inter e intratextuais na elaboração de seus contos, mais do que almejar tornar-se parte do cânone, parece reconhecer e desejar inserir-se como elemento de uma literatura “globalizada”, em que as fronteiras liquefeitas apontam para uma aproximação – e mesmo quase indistinção – entre as literaturas nacionais
Abstract: The present research aims to highlight the inter and intratextual relations established by Ondjaki in the elaboration of his short story book E se amanhã o medo (2010), as well as to discuss the importance and the role of recurrence to these strategies in the contemporary context. For this purpose, the study - exploratory, descriptive and essentially bibliographical - is organized in three chapters. In the first, we draw a brief overview of Angolan literature and the importance that orality has in this scenario, as well as presenting the life and work of the author. For the construction of this panorama, we have recourse, in particular, to the considerations of Carlos Ervedosa, Rita Chaves and Tânia Macêdo. The second chapter begins with a study on intertextuality from the reflections undertaken by Julia Kristeva, Gérard Genette, Roland Barthes, Laurent Jenny and Leyla Perrone-Moisés. Next, we propose the analysis of some selected short stories of E se amanhã o medo, identifying and analyzing the intertextual and also intratextual strategies that are observed in them. The third chapter, in turn, undertakes the discussion of critical hypotheses about the recurrence of inter and intratextual strategies in contemporary literature, especially in the short stories under study, but not restricting them, using, mainly, the discussions undertaken by Borges, Harold Bloom and Leyla Perrone-Moses. It is confirmed in this research the hypothesis that Ondjaki, appealing to inter and intratextual strategies in the elaboration of his stories, rather than aiming to become part of the canon, seems to recognize and wish to insert himself as an element of a "Globalized", in which the liquefied borders point to an approximation - and even almost indistinction - between national literatures
Palavras-chave: Literatura angolana
Ondjaki [1977- ] - Crítica e interpretação
Intertextualidade
E se amanhã o medo
Angolan literature
Intertextuality
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Tosi, Gabriela Raizaro. A escrita palimpséstica de Ondjaki: estratégias inter e intratextuais em E se amanhã o medo. 2017. 99 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20472
Data do documento: 22-Set-2017
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Gabriela Raizaro Tosi.pdf870,99 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.