REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/20568
Tipo: Dissertação
Título: Além da estabilização: mundialização, concentração e centralização de capital na economia brasileira
Autor(es): Schwartz, Mariel Liberato
Primeiro Orientador: Sawaya, Rubens Rogério
Resumo: A revisão teórica, histórica e de indicadores dos processos de acumulação, concentração e centralização de capital na economia brasileira a partir da mundialização nos anos 90 constitui o cerne desta Dissertação. Trata-se de recuperar a perspectiva aberta por Marx no contexto de uma suposta ampliação da concorrência em economias de mercado, especialmente na periferia capitalista. A partir dessa perspectiva teórica e histórica é possível retomar o entendimento da influência das empresas líderes na formação de preços, seguindo a trilha apontada por Kalecki, assim como deixar clara a associação entre neoliberalismo e concentração de capitais na economia brasileira, com destaque para alguns setores estratégicos após a estabilização de preços (Plano Real). Ganham relevância as formas captura da política econômica assim como os mecanismos de controle que as corporações impõem aos concorrentes, amparadas em seu nível mais avançado de domínio tecnológico, na sua escala de produção e nas vantagens que daí derivam, dificultando a entrada de capitais ou acirrando a rivalidade com os concorrentes, resultando em centralização de capital na forma de fusões e aquisições, levando ao estreitamento da base de capitais envolvidos na disputa. A perspectiva histórica, amparada pela obra de Chesnais, ressalta o oligopólio mundial como a forma geral das estruturas contemporâneas de mercado. Desde os anos 1970 a concentração e centralização da economia mundial são elevadas, seja na forma específica de limitação à competição, seja via poder de monopólio dos grandes grupos econômicos. A internacionalização do capital é um processo em que a produção e a apropriação de mais-valia são realizadas para além dos espaços de origem dos capitalistas. A inserção da economia brasileira nesse processo de mundialização acentua-se na década de 1990 e se consolida nos anos 2000: tratou-se de acelerar a abertura da economia e fomentar a centralização de capital, processo histórico de ampla reengenharia produtiva, fragilizando a participação do Estado brasileiro na mediação de conflitos e direcionamento do ajuste produtivo. O resultado central da dissertação é explicitar, tendo como referência o legado de Marx, a relação entre a evolução dos processos de concentração e centralização de capitais no Brasil e uma nova etapa da mundialização, permitindo iluminar o processo de ampliação do poder das corporações, inclusive na determinação de preços e na dinâmica da política econômica, inserindo o caso brasileiro nas mudanças implicadas pela crise recente. Se este nosso trabalho de síntese e revisão conceitual servir ao propósito eminentemente didático de alertar com clareza e objetividade para os riscos da ortodoxia doutrinária liberal já terá atendido, ainda que de modo preliminar, à angústia de uma geração que não perdeu a esperança, mas se depara com uma ofensiva sem precedentes das forças econômicas e políticas que imperam através do medo, da ignorância e da subordinação consentida
Abstract: The critical analysis of the processes of accumulation, concentration and centralization of capital in the Brazilian economy define the core of this Dissertation. It starts from Marx's critical perspective in the context of a supposed expansion of competition in market economies. From this theoretical basis it is possible to return to the understanding of the influence of leading companies in price formation, following the path stressed by Kalecki, as well as to make clear the association between neoliberalism and concentration of capital in the Brazilian economy, with emphasis on some strategic sectors. Within this horizon, the forms of control exercised by corporations over their competitors, supported by their most advanced level of technological dominance, their scale of production and the advantages derived therefrom, limit both the entry of new capital and competition, resulting in centralization of capital in the form of mergers and acquisitions, leading to the narrowing of the capital base involved in the dispute. For Chesnais (1996, 2016), the world oligopoly must be regarded as the general form of contemporary market structures. Since the 1970s the concentration and centralization of the world economy has increased, either in specific forms of reducing competition or through the power of collective monopoly by large economic groups. The internationalization of capital is the process which transforms the production and appropriation of surplus value into a movement realized beyond the original, domestic spaces of capitalist accumulation. The insertion of the Brazilian economy in this world process was accentuated in the 1990s and consolidated in the 2000s: it was a question of accelerating the opening of the economy leading to an increase in the centralization of capital and consequent internationalization of the Brazilian economy, especially through mergers and acquisitions, a historical process of extensive productive reengineering, weakening the participation of the Brazilian State in the mediation and regulation of capitalist accumulation. The central result of the dissertation is to make explicit, with reference to Marx's legacy, the relation between the evolution of the processes of concentration and centralization of capitals in Brazil and a new stage of globalization, allowing to illuminate the rising power of corporations, their power over the determination of prices and on the dynamics of economic policies, inserting the Brazilian case in the changes implied by the recent crisis. If our work of synthesis and conceptual revision serves the eminently pedagogic purpose of alerting clearly and objectively to the risks of the neoliberal orthodoxy, it will have paid, albeit in a preliminary way, to the anguish of a generation that has not given up hope, while facing an unprecedented onslaught of economic and political forces that rule through fear, ignorance and consenting subordination
Palavras-chave: Capital (Economia)
Empresas multinacionais - Brasil
Estabilização econômica - Brasil
Capital
International business enterprises
Economic stabilization
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Economia, Administração, Contábeis e Atuariais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política
Citação: Schwartz, Mariel Liberato. Além da estabilização: mundialização, concentração e centralização de capital na economia brasileira. 2017. 92 f. Dissertação (Mestrado em Economia Política) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20568
Data do documento: 17-Out-2017
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Economia Política

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Mariel Liberato Schwartz.pdf1,09 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.