???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20678
Tipo do documento: Dissertação
Título: Paralelos entre duas escrituras: romântica e realista em Senhora, de José de Alencar
Título(s) alternativo(s): Parallel writings: romanticism and realism in José de Alencar’s Senhora
Autor: Silva, Gilson Lucas da 
Primeiro orientador: Palo, Maria José
Resumo: A presença de determinadas características estético-literárias em Senhora (1875), de José de Alencar, conferiu-lhe, entre os outros romances do escritor brasileiro, um grau de maior complexidade e importância, já considerados pela crítica literária brasileira. Esta dissertação objetiva investigar, neste domínio, o realismo emergente no romantismo brasileiro em declínio no final do século XIX. Procura-se responder ao questionamento seguinte: Há indicadores possíveis do realismo na narrativa romântica alencariana? Foi estabelecido um confronto entre posições críticas divergentes, em cujos depoimentos os autores Antonio Candido, Roberto Schwarz, João Luiz Lafetá, Dante Moreira Leite e outros já sinalizaram alguns indicadores de uma escritura realista presente em Senhora. Optou-se por uma abordagem crítico-analítica das estratégias estilísticas do discurso alencariano (ambiguidade, ironia, dissimulação) por meio das quais se manifesta um modo específico de narrar/descrever o mundo ficcional originalmente estruturado pelo narrador. Também priorizou-se o ponto de vista das personagens-pessoas, considerando a concepção do teórico francês Michel Zéraffa. Entretanto, foi-nos revelado que a fortuna crítica não tem prestigiado certos pormenores estilísticos constituintes do romanesco em Senhora, aspectos ausentes que desvelaram uma leitura diferenciada do romance. A partir desse ângulo, deduzimos que o realismo manifesto no romance de Alencar não pode ser avaliado nas mesmas proporções com as quais o configurou a crítica da ficção realista brasileira do século XIX e XX. Foi constatada a presença de duas consciências ambivalentes, cujas enunciações, de Aurélia Camargo e de Fernando Seixas, configuraram, respectivamente, a tensão entre duas realidades ambivalentes, uma subjetiva e outra objetiva, na expressão e polissemia que anunciam a passagem da sociedade romântica para a realista no romance alencariano
Abstract: The presence of certain aesthetic-literary characteristics in Senhora (1875), written by José de Alencar, confirmed to it, among the other novels of the Brazilian writer, a greater degree of complexity and importance, already considered by brazilian literary criticism. This dissertation seeks to investigate, in this area, the emerging realism in Brazilian romanticism in decline at the end of the XIX century. It's intended to answer the following question: Are there any possible indicators of realism in the romantic Alencariana narrative? A confrontation between divergent critical positions was established, whose testimonies of the authors Antonio Candido, Roberto Schwarz, João Luiz Lafetá, Dante Moreira Leite and others have already pointed out some indicators of a realistic writing present in Senhora. A critical-analytical approach has been chosen from the stylistic strategies of Alencariana discourse (ambiguity, irony, dissimulation) through which a specific way of narrating/describing the fictional world originally structured by the Alencariana narrator is manifested. Also the point of view of the characters-people was prioritized, considering the design of the French theorist Michel Zéraffa. However, it has been revealed to us that critical fortune does not prestige certain stylistic details constituent of the romanesque in Senhora, absent aspects that revealed a different reading of the novel. From this angle, we can deduce that the realism manifested in Alencar's novel can't be evaluated in the same proportions with which it was configured by brazilian realist fiction critical of the XIX and XX centuries. It was verified the presence of two ambivalent consciences, whose enunciations, of Aurélia Camargo and Fernando Seixas, configure, respectively, the tension between two ambivalent realities, one subjective and one objective, in the expression and polysemy that announce the passage from romantic society to realistic in the Alencariana novel
Palavras-chave: Alencar, José de [1829-1877] - Senhora - Crítica e interpretaçao
Romantismo
Realismo na literatura
Alencar, José de [1829-1877] - Senhora - Criticism and interpretation
Romanticism
Realism in literature
Área(s) do CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Silva, Gilson Lucas da. Paralelos entre duas escrituras: romântica e realista em Senhora, de José de Alencar. 2017. 83 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20678
Data de defesa: 5-Dec-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gilson Lucas da Silva.pdf2,13 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.