???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20743
Tipo do documento: Tese
Título: Os batistas em movimento: um estudo da dinâmica sóciorreligiosa de batistas no Brasil: o exemplo de Macaé-RJ
Título(s) alternativo(s): Baptists in movement: a study of the socio-religious dynamic of Baptists in Brazil: the example of Macaé-RJ
Autor: Alvarenga, Leonardo Gonçalves de 
Primeiro orientador: Nunes, Maria José Fontelas Rosado
Resumo: Os batistas são a maior igreja evangélica histórica (tradicional) do Brasil. O último censo do IBGE (2010) apresentou 3.723,853 milhões de membros, ou seja, dentro da categoria de igreja “Evangélica de Missão” os batistas tinham 49%, praticamente a metade das igrejas evangélicas históricas reunidas. Por que razão os batistas cresceram mais do que as demais igrejas tradicionais? Qual a dinâmica sociorreligiosa desse agrupamento e denominação religiosa? Quem são os batistas e qual a sua relação com a tradição? O objetivo dessa pesquisa é compreender, no sentido de desvelar, as tramas da dinâmica sócio religiosa dos batistas dentro de uma perspectiva sociológica da transmissão religiosa, tomando como ponto de partida os dados dos quatro últimos censos que apontam tanto para um crescimento atípico em relação aos demais grupos evangélicos classificados pela sociologia como “tradicionais” quanto para uma leve desaceleração numérica na virada do milênio. A dinâmica sócio religiosa dos batistas pode ser compreendida a partir de alguns momentos e elementos chaves: uma pluralidade acentuada pela autonomia das igrejas; a prioridade dada uma evangelização “agressiva”, ainda que com traços de uma religião civil norte-americana forte na metade do século XX e nos primeiros anos da segunda metade do século XX; o crescimento dos pentecostalismos como concorrente e forte aliado para o crescimento dos batistas em diferentes frentes; o momento histórico e social sobre o qual o Brasil atravessava com o processo de modernização e urbanização em alta, como bem representado no caso de Macaé- RJ após a instalação da Petrobrás na década de 70; as estratégias de líderes empreendedores e carismáticos, impulsionados pelo “imperativo de mudança”, que trouxeram as suas comunidades inovações e novos meios ou “modalidades de crer”, menos preocupados em dar continuidade a uma “linhagem crente” e mais afeitos as emoções e bricolages. Portanto, como leitura dos números censitários, não há nada que possa ser chamado de a “igreja batista” no Brasil, e sim de “igrejas batistas” no Brasil
Abstract: Baptists are Brazil's largest (traditional) evangelical church. The last IBGE census (2010) presented 3,723.853 million members, that is, within the category of "Evangelical Mission" church Baptists have 49%, almost half of evangelical churches. Why have Baptists grown more than other traditional churches? What is the socio-religious dynamic of this grouping and religious denomination? Who are Baptists and what is their relation to tradition? The purpose of this research is to understand, in order to unveil, the plots of the socio-religious dynamics of Baptists within a sociological perspective of religious transmission, taking as a starting point the data of the last four surveys that point both to an atypical growth in relation to other evangelical groups classified by sociology as "traditional" as for a slight numerical deceleration at the turn of the millennium. The socio-religious dynamic of Baptists can be understood from a few moments and key elements: a plurality accentuated by the autonomy of the churches; the priority given to an "aggressive" evangelization, albeit with traces of a strong American civil religion in the mid-twentieth century and in the early years of the second half of the twentieth century; the growth of Pentecostalism as a competitor and strong ally for the growth of Baptists on different fronts; the historical and social moment on which Brazil was going through the process of modernization and urbanization on the rise, as well represented in the case of Macaé-RJ after the installation of Petrobrás in the 1970s; the strategies of entrepreneurial and charismatic leaders, driven by the "imperative of change", which brought to their communities innovations and new means or "ways of believing", less concerned with continuing a "believing line" and more affectionate emotions and bricolages . Therefore, as reading the census numbers, there is nothing that can be called the "Baptist Church" in Brazil, but "Baptist churches" in Brazil
Palavras-chave: Batistas
Tradição
Batistas - Macaé, RJ
Baptists
Tradition
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::SOCIOLOGIA::OUTRAS SOCIOLOGIAS ESPECIFICAS
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião
Citação: Alvarenga, Leonardo Gonçalves de. Os batistas em movimento: um estudo da dinâmica sóciorreligiosa de batistas no Brasil: o exemplo de Macaé-RJ. 2017. 269 f. Tese (Doutorado em Ciência da Religião) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2017.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/20743
Data de defesa: 15-Dec-2017
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciência da Religião

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leonardo Gonçalves de Alvarenga.pdf4,06 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.