???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21364
Tipo do documento: Dissertação
Título: Contenção à pessoa idosa em ILPI’s: cuidado ou violência?
Autor: Santos, Bruna Suelem Mendes dos 
Primeiro orientador: Côrte, Beltrina
Resumo: Introdução: Muito se tem apontado que, em instituições de saúde, as práticas de contenção são consideradas ações de cuidado. Quando se fala de cuidado pode-se dizer que este significa preservar, guardar, conservar, apoiar ou tomar conta. A contenção à pessoa idosa vem sendo, no entanto, entendida de várias formas. Entre elas estão inclusos mecanismos e métodos que, de alguma maneira, limitam a pessoa, diminuindo o movimento corporal espontâneo, entendida como qualquer medida restritiva do cotidiano. Nesse sentido, a prática de contenção de pessoas idosas tem sido, comumente, empregada em indivíduos com determinadas condições de fragilidade, quando outros assumem a responsabilidade por elas. Objetivos: O objetivo deste trabalho é compreender quais são os motivos que levam as enfermeiras a praticar a contenção na pessoa idosa em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI’s). Métodos: Foram entrevistadas 32 enfermeiras, que atuam na região do Pará, Santa Catarina e São Paulo. A coleta de dados e análise das entrevistas propostas utilizou uma metodologia qualitativa. Resultados: O estudo possibilitou compreender o que as enfermeiras, que trabalham em Instituição de Longa Permanência, entendem por contenção. Os resultados foram categorizados e organizados em três temáticas, com base nas respostas obtidas: a) o perfil das profissionais entrevistadas; b) o que elas entendem por contenção; e c) o cuidado nas perspectivas das enfermeiras entrevistadas. Os principais motivos que as levam à prática da contenção são: evitar quedas e agitação psicomotora. Conclusão: Através deste estudo identificamos que apesar das profissionais terem a consciência que essa prática não é benéfica ao idoso, continuam, ainda assim, a utilizando por falta de opção, por exigência institucional, por condições de ambiente, equipamentos de mobilização do idoso para evitar quedas e, muitas das vezes, por falta de conhecimento em relação ao tema
Abstract: Introduction: Much has been pointed out that in health institutions containment practices are considered care actions. When one speaks of care one can say that this means to preserve, to keep, to conserve, to support or to take care of. The restraint to the elderly person has, however, been understood in several ways. These include mechanisms and methods that, in some way, limit the person, reducing spontaneous body movement, understood as any restrictive measure of daily life. In this sense, the practice of containing older people has been commonly used in individuals with certain conditions of fragility, when others assume responsibility for them. Objectives: The purpose of this study is to understand the reasons that nurses are taking to restrain the elderly in Long-Term Care Institutions for the Elderly (ILPIs). Methods: We interviewed 32 nurses, who work in the region of Pará, Santa Catarina and São Paulo. Data collection and analysis of the proposed interviews used a qualitative methodology based on authors such as Minayo and Turano, who helped to understand the objective issues. Results: The research is based on the analysis of content of Bardin, through studies that made it possible to understand what nurses working in a long-term institution understand by containment. The work was categorized and organized into three themes based on the questionnaire response: a) the profile of the professionals interviewed; b) what the professionals understand by containment; c) care in the perspectives of the nurses interviewed. Conclusion: Through this study we identified that although the professionals have the conscience that is practiced is not beneficial to the elderly. They continue to use for lack of choice, due to institutional requirements, environmental conditions, mobilization equipment for the elderly, to avoid falls and often for lack of knowledge of the subject
Palavras-chave: Contenção à pessoa idosa
Idosos - Assistência em instituições
Idosos - Cuidado e tratamento
Gerontologia
Containment to the elderly
Older people - Institutional care
Older people - Care
Gerontology
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::SERVICO SOCIAL APLICADO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia
Citação: Santos, Bruna Suelem Mendes dos. Contenção à pessoa idosa em ILPI’s: cuidado ou violência?. 2018. 96 f. Dissertação (Mestrado em Gerontologia) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/21364
Data de defesa: 30-Jul-2018
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Gerontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Bruna Suelem Mendes dos Santos.pdf2,3 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.