REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/22264
Tipo: Dissertação
Título: O fantasma em narrativas de horror da literatura brasileira
Título(s) alternativo(s): The ghost in brazilian literature horror stories
Autor(es): Braite, Fernanda
Primeiro Orientador: Oliveira, Maria Rosa Duarte de
Resumo: Esta pesquisa tem por objetivo a análise da figura do fantasma na literatura brasileira, em um corpus de narrativas dos séculos XIX, XX e XXI: “A dança dos ossos” (1871), de Bernardo Guimarães; “Flor, telefone, moça” (1951), de Carlos Drummond de Andrade, e “O Fotógrafo” (2006), de Marcelo Dias Amado. O estudo intenta verificar como a máquina narrativa de produção do efeito de horror funciona e de que forma incorpora no enredo a figura do fantasma. Em nossa hipótese, acreditamos que haja uma contaminação do fantástico na literatura de horror e isso influencie, diretamente, na produção do medo e do terror. A pesquisa fundamenta-se num tripé histórico, teórico e crítico sobre o gênero de horror em cruzamento com o fantástico, a partir dos estudos de Jean Delumeau, Zygmunt Bauman, Sigmund Freud, Tzvetan Todorov e David Roas, além de dois autores exponenciais, tanto na produção literária quanto nos ensaios críticos sobre o gênero, Edgar Allan Poe e Howard Phillips Lovecraft. Os estudos de Wayne Booth oferecerão, também, instrumental para a análise do discurso. Como conclusão, observamos que o fantástico contamina as narrativas do corpus a fim de produzir o efeito de medo e terror, porém, em graus diferentes de intensidade. Em “A dança dos ossos” há um confronto entre a crença e a descrença na sobrenaturalidade da dança macabra do fantasma, culminando em uma pretensa aceitação do acontecimento insólito. Em “Flor, telefone, moça”, a virtualidade da presença da voz fantasmal insere a dúvida sobre sua existência, bem como o temor de o morto vir cobrar dos vivos o que lhe foi tomado. Em “O fotógrafo”, o fantasma assombra por meio de elementos cinematográficos, a fim de revelar registros captados por uma câmera fotográfica, tranformando-a em testemunha ocular do crime que o vitimou. O horror vem da confirmação de que fantasmas existem e podem interferir no universo dos vivos. Notamos semelhanças temáticas nos motivos da personagem do fantasma, pautadas em crenças culturais e históricas, mas também diferenças estéticas, de narrador e cenário, provavelmente pela época de produção. A intersecção com o fantástico, porém, é nítida nos três contos: o estabelecimento do real e sua posterior interrupção é característica do fantástico e essencial na literatura de horror
Abstract: This article aims to analyze the role of ghosts in Brazilian literature in a corpus of narratives from the 19th, 20th, and 21st centuries: “A dança dos ossos” (1871), by Bernardo Guimarães; “Flor, telefone, moça” (1951), by Carlos Drummond de Andrade; and “O Fotógrafo” (2006), by Marcelo Dias Amado. The author intends to determine how the narrative mechanics produce the horror effect and how the role of the ghost is incorporated into the plot. Our hypothesis is that elements of the fantastic contaminate horror literature and that this has a direct impact on the production of fear and terror. This investigation is supported by a three-pronged foundation of history, theory, and critical studies on the intersection between the horror and fantastic genres, standing on the shoulders of work by Jean Delumeau, Zygmunt Bauman, Sigmund Freud, Tzvetan Todorov, and David Roas, in addition to two authors who were exponents in their production of both literature and critical essays about the genre: Edgar Allan Poe and Howard Phillips Lovecraft. The work of Wayne Booth will also offer tools with which to perform discourse analysis. In conclusion, we note that the fantastic contaminates the narratives in the corpus, leading to the production of fear and terror, albeit in different degrees of intensity. In “A dança dos ossos”, there is a conflict between belief and disbelief in the supernatural nature of the ghost’s danse macabre, culminating in an ostensible acceptance of incongruous events. In “Flor, telefone, moça”, the virtual nature of the presence of the ghostly voice introduces doubts about its existence, in addition to the fear of the deceased coming to demand from the living that which has been taken from it. In “O fotógrafo”, the ghost haunts by means of audiovisual elements, revealing evidence recorded with a camera, making the camera an eyewitness to the crime the ghost suffered. The horror effect arises from the confirmation that ghosts exist and can interfere in the world of the living. We found thematic similarities in the motivations of the ghost characters, grounded on cultural and historical beliefs, but also aesthetic differences in the narrators and settings, probably due to when the stories were written. However, the intersection with fantastic elements is clear in all three short stories: the establishment of what is real and the subsequent break from it is characteristic of the fantastic and essential in horror literature
Palavras-chave: Contos de terror brasileiros
O Fantástico na literatura
Histórias de fantasmas
Medo na literatura
Horror tales, Brazilian
Fantastic, The, in literature
Ghost stories
Fear in literature
CNPq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Filosofia, Comunicação, Letras e Artes
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária
Citação: Braite, Fernanda. O fantasma em narrativas de horror da literatura brasileira. 2019. 147 f. Dissertação (Mestrado em Literatura e Crítica Literária) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22264
Data do documento: 15-Abr-2019
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Literatura e Crítica Literária

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Fernanda Braite.pdf1,07 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.