???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22305
Tipo do documento: Dissertação
Título: Nós escutamos: as histórias de vida das adolescentes em medidas socioeducativas em meio aberto
Autor: Alcântara, Gislene Aparecida Moreira de
Primeiro orientador: Sawaia, Bader Burihan
Resumo: O objetivo desta pesquisa é refetir sobre a trajetória das adolescentes em medidas socioeducativas em meio aberto. O conteúdo de análise foi coletado a partir de entrevistas individuais e em grupo com quatro adolescentes e jovens que se enquadram dentro dessas características, isto é, em cumprimento das medidas socioeducativas. Ademais, outra fonte de análise é advinda das entrevistas feitas com os técnicos que acompanham os(as) adolescentes que passam por tais medidas. Empregam-se, como base teórico-metodológica, as obras, temas e conceitos elaborados e estudados por Espinosa, Vigotski e Sawaia, em especial: sofrimento ético-político, afeto e adolescência. Dessa maneira, busca-se identificar e examinar as formas pelas quais as medidas socioeducativas afetam a vida das jovens e adolescentes que por elas passam. Ademais, outro tópico de interesse da presente pesquisa é constatar os pontos em comuns das histórias de vida dessas adolescentes, assim como as especificidades do gênero feminino em comparação com o gênero masculino durante o período no qual cumprem as medidas socioeducativas. Para responder tais questões, observa-se a própria perspectiva das adolescentes em relação a temas como ato infracional, gravidez, perspectiva do futuro, validade das medidas socioeducativas etc. Por fim, observam-se as respostas dadas pelos próprios técnicos como meio para estipular aquilo que pode ser desenvolvido futuramente em tais medidas. Como resultado, assinala-se a falta de oportunidades e programas dedicados e planejados para as adolescentes, uma vez que, na maior parte dos casos, são pensados para um público masculino. Por fim, constatam-se diversos pontos em comuns na história de vida dessas adolescentes, entre eles: a gravidez precoce, a violência familiar e policial, assim como a interrupção dos estudos
Abstract: The aim of this research is to reflect on the trajectory of adolescents and young females in socioeducational measures not restrictive to freedom. The content analyzed was collected from individual and group interviews with four young people who fit within these characteristics, that is, participated in socio-educational measures. In addition, another source of analysis comes from interviews with the technicians accompanying the adolescents people who undergo such measures. The works, themes and concepts elaborated and studied by Espinosa, Vigotski and Sawaia are used as a theoreticalmethodological basis, especially: affection, adolescence and ethical-political suffering. In this way, the aim is to identify and examine the ways in which socio-educational measures affect the lives of young people and adolescents who pass through them. In addition, another topic of interest of the present research is to verify the common points of the life histories of these adolescents, as well as the specificities of the female gender in comparison to the masculine gender during the period in which they comply with the socio-educational measures. In order to answer such questions, the adolescents' own perspective on issues such as infraction, pregnancy, perspective of the future, validity of socioeducational measures and so on are observed. Finally, the answers given by the technicians themselves are observed as a means to stipulate what can be developed in the future in these measures. As a result, there is a lack of dedicated and planned programs and opportunities for female adolescents, since in most cases they are intended for a male audience. Finally, there are several common points in the life history of these adolescents, among them: early pregnancy, family and police violence, as well as the interruption of studies
Palavras-chave: Delinquentes juvenis - Psicologia
Ato Infracional
Medidas socioeducativas
Serviço social com adolescentes
Gravidez na adolescência
Juvenile delinquents - Psychology
Infraction
Socio-educational measures
Social work with teenagers
Teenage pregnancy
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Alcântara, Gislene Aparecida Moreira de. Nós escutamos: as histórias de vida das adolescentes em medidas socioeducativas em meio aberto. 2019. 151 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia: Psicologia Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22305
Data de defesa: 4-Apr-2019
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gislene Aparecida Moreira de Alcantara.pdf1,12 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.