???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22649
Tipo do documento: Dissertação
Título: “Eu continuo (sobre)vivendo, mas é isso?”: análise psicossocial da formação de um coletivo transfeminista da cidade de Blumenau-SC.
Título(s) alternativo(s): “I keep on surviving, but is this it?”: a psychosocial analysis about the construction of a trans feminist collective in the city of Blumenau-SC
Autor: Berezoschi, Juliana 
Primeiro orientador: Sawaia, Bader Burihan
Resumo: A pesquisa acompanha um coletivo transfeminista da cidade de Blumenau/SC - Damas D`Paus - com o objetivo de analisar sua formação e desenvolvimento na interface com a história de vida de suas integrantes e com o território. O método adotado foi da pesquisa ação-participante, portanto, foi desenvolvida com as integrantes do coletivo: Ághata, Rihanna e Ashley, as quais junto com a pesquisadora, interferiram no processo, visando o fortalecimento do coletivo. Todos os passos da pesquisa foram registrados em um diário de campo, complementado por depoimentos e entrevistas das três integrantes do coletivo. Os pressupostos teórico-metodológicos são os da psicologia sócio-histórica, com base nas reflexões de Vigotski, Silvia Lane e Sawaia sobre afetos, subjetividade e a proposta da dialética exclusão/inclusão social e sofrimento ético-político desenvolvidos por essa última. A apresentação da pesquisa foi dividida em duas partes: Itinerários do Coletivo Transfeminista Damas D’Paus, que apresenta as atividades das integrantes no território, seus interlocutores, avanços e obstáculos, com ênfase tanto no coletivo como em suas integrantes. E a outra parte busca analisar o sofrimento ético-político que marca as vivências trans e travestis do coletivo em questão. Um dos pontos altos do itinerário foi a criação do projeto Cidadania T, visando desenvolver ações de inclusão social realizadas pelas próprias integrantes, e a candidatura à deputada estadual de uma das integrantes na eleição passada. A metodologia da pesquisa ação-participante apareceu como uma alternativa para a prática em psicologia social com coletivos de pessoas transexuais e travestis para romper com as essencializações de corpos femininos e masculinos e seu papel de subalternidade a conhecimentos extemporâneos. No presente caso, ela colaborou tanto para o fortalecimento do coletivo e da potência de cada uma de suas participantes na luta contra as ideias e ações inadequadas que são perpetradas socialmente, demonstrando que uma não ocorre sem a outra. Como resultado pode-se apontar para a importância do coletivo (do sentimento e da materialidade do comum que o constitui) e do papel da universidade no fortalecimento da emancipação do destino que a sociedade lhes reserva: a prostituição, e no rompimento com os padrões estéticos impostos a partir da heteronormatividade, utilizando da performance social como estratégia em busca da potencialização de vida. No entanto, cabe ressaltar que a pesquisa mostrou também que o fator da desigualdade social e econômica atravessa a passabilidade cis para a conquista de um emprego
Abstract: The research accompanies a transfeminist collective from the city of Blumenau / SC - Damas D`Paus - with the objective of analyzing its formation and development in the interface with the life history of its members and with the territory. The method adopted was the action-participant research, therefore, it was developed with the members of the collective: Ághata, Rihanna and Ashley, who, along with the researcher, interfered in the process, aiming at strengthening the collective. All the steps of the research were recorded in a field diary, complemented by testimonies and interviews of the three members of the collective. The theoretical-methodological assumptions are those of socio-historical psychology, based on the reflections of Vygotsky, Silvia Lane and Sawaia on affections, subjectivity and the proposal of the dialectic of social exclusion / inclusion and the ethical-political suffering developed by Sawaia. The presentation of the research was divided into two parts: Itineraries of the Damas D'Paus Transfeminist Collective, which presents the activities of the members in the territory, their interlocutors, advances and obstacles, with emphasis on both the collective and its members. And the other part seeks to analyze the ethical-political suffering that marks the trans and transvestite experiences of the collective in question. One of the highlights of the itinerary was the creation of the Citizenship T project, aimed at developing social inclusion actions carried out by the members themselves, and the candidacy to the state deputy of one of the members in the last election. The methodology of action-participant research appeared as an alternative to practice in social psychology with collectives of transsexuals and transvestites to break with the essentialization of female and male bodies and their role of subalternity to extemporaneous knowledge. In the present case, it has collaborated both to strengthen the collective and the power of each of its participants in the struggle against inappropriate ideas and actions that are perpetrated socially, demonstrating that one does not occur without the other. As a result one can point to the importance of the collective (the feeling and the materiality of the common that constitutes it) and the role of the university in strengthening the emancipation from the destiny that society reserves for them: prostitution, and breaking with aesthetic standards imposed, based on heteronormativity, using social performance as a strategy in search of life potential. However, it should be emphasized that the research also showed that the factor of social and economic inequality crosses cis passability to conquer a job
Palavras-chave: Coletivo transfeminista
Travestis
Psicologia Social
Coletivo Damas d'Paus
Trans feminist collective
Transvestite
Social Psychology
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA SOCIAL
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social
Citação: Berezoschi, Juliana. “Eu continuo (sobre)vivendo, mas é isso?”: análise psicossocial da formação de um coletivo transfeminista da cidade de Blumenau-SC. 2019. 145 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia: Psicologia Social) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/22649
Data de defesa: 13-Sep-2019
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Juliana Berezoschi.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.