REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/29518
Tipo: Dissertação
Título: Sentido da vida em Viktor Frankl: uma análise a partir da experiência educacional no contexto da pandemia por Covid-19
Autor(es): Oliveira, Silvia Santos
Primeiro Orientador: Bassani, Marlise Aparecida
Resumo: Viktor Emil Frankl (1905-1997) foi um psiquiatra e neurologista austríaco, criou a Logoterapia, Terceira Escola Vienense de Psicologia, de cunho fenomenológico, existencial e humanista, concebida também, como Psicoterapia do Sentido da Vida, precedida pelas escolas de Freud e Adler. A Logoterapia situa-se no sentido da existência humana, tal como na descoberta da mulher e do homem por este sentido. Frankl compreende o ser humano em três realidades: biológica, psíquica e espiritual (noos), percorrendo, assim uma trajetória diferente da Psicanálise freudiana e da Psicologia adleriana, que consideram a pessoa a partir das realidades biológica e psíquica, perspectivas, para Frankl, deterministas que desconsideram a totalidade do ser humano. O presente trabalho embasou-se na concepção teórica de Frankl, particularmente em sua perspectiva antropológica; em outros termos, em sua visão de homem, de mundo, bem como do sentido da vida. Nesta perspectiva, de acordo com os fundamentos antropológicos de Frankl, o presente trabalho teve por objetivo apresentar uma reflexão acerca da prática docente na Educação Infantil na perspectiva da Logoterapia e Análise Existencial, no período da pandemia do Covid19. Teve como escopo a trajetória da pesquisadora como professora na Rede Municipal de Educação Infantil em São Paulo, durante a pandemia Covid-19, para realizar aproximações entre as fases psicológicas no Campo de Concentração à luz da Logoterapia e Análise Existencial, bem como analisar o Sentido da Vida e as possíveis contribuições da Logoterapia para Educação. A narrativa autobiográfica foi o caminho metodológico escolhido para a pesquisa, que favorece encontrar sentidos na vida através de histórias de vida. Com o advento da pandemia o fazer docente foi abalado com a ruptura de referências e estratégias que se distanciaram da realidade educacional vigente naquele momento suscitando, assim, a constituição de um novo paradigma ao exercício da docência, e novos arranjos identitários. Nesta direção destaquei minha experiência pedagógica, durante 2020, buscando abarcar o desenvolvimento, aprendizagem e a construção do conhecimento na perspectiva de uma educação integral, não em termos de prolongamento do tempo de escolaridade, mas sim considerando todas as dimensões humanas, de uma educação a partir da antropologia frankliana, que favoreça ao educando o descobrir sentido para a sua própria vida. A Logoterapia e Análise Existencial, segundo Viktor Frankl através do viés da educação, favorece a afinação da consciência norteando o ser humano a responder às questões da vida com liberdade e responsabilidade por meio da vivência de valores éticos e criativos, encontrando assim sentidos únicos e irrepetíveis em cada situação num panorama transcendente. Assim, aplicá-la à educação é possibilitar uma formação centrada no sentido, direcionando o estudante para o sentido da sua existência, pois, caso contrário não formará cidadãos autônomos, críticos e responsáveis pelos seus atos
Abstract: Viktor Emil Frankl (1905-1997) was an Austrian psychiatrist and neurologist, created Logotherapy, Third Viennese School of Psychology, of a phenomenological, existential and humanist nature, also conceived as Psychotherapy of the Meaning of Life, preceded by the schools of Freud and Adler. Logotherapy is situated in the sense of human existence, as well as in the discovery of women and men in this sense. Frankl understands the human being in three realities: biological, psychic and spiritual (noos), thus covering a different trajectory from Freudian Psychoanalysis and Adlerian Psychology, which consider the person from the biological and psychic realities, perspectives, for Frankl, determinists that disregard the totality of the human being. The present work was based on Frankl's theoretical conception, particularly in his anthropological perspective; in other words, in his vision of man, of the world, as well as of the meaning of life. In this perspective, according to Frankl's anthropological foundations, the present work aimed to present a reflection on the teaching practice in Early Childhood Education from the perspective of Logotherapy and Existential Analysis, in the period of the Covid-19 pandemic. Its scope was the researcher's trajectory as a teacher at the Municipal Early Childhood Education Network in São Paulo, during the covid19 pandemic. To make approximations between the psychological phases in the Concentration Field in the light of Logotherapy and Existential Analysis, as well as to analyze the Meaning of Life and the possible contributions of Logotherapy to Education. The autobiographical narrative was the methodological path chosen for the research, which favors finding meaning in life through life stories. With the advent of the pandemic, the teaching practice was shaken with the rupture of references and strategies that distanced themselves from the current educational reality at that time, thus giving rise to the constitution of a new paradigm for the exercise of teaching, and new identity arrangements. In this direction, I highlighted my pedagogical experience, during 2020, seeking to encompass the development, learning and construction of knowledge in the perspective of an integral education, not in terms of extending the time of schooling, but considering all human dimensions, from an education from Franklian anthropology, which encourages the student to discover meaning for his own life. Logotherapy and Existential Analysis, according to Viktor Frankl through the bias of education, favors the attunement of conscience, guiding the human being to respond to life's questions with freedom and responsibility through the experience of ethical and creative values, thus finding unique and unrepeatable meanings in each situation in a transcendent panorama. Thus, applying it to education is to enable a formation centered on meaning, directing the student to the meaning of his existence, because, otherwise, he will not form autonomous, critical and responsible citizens for his actions
Palavras-chave: Logoterapia
Sentido da vida
Pandemia Covid-19
Ensino público infantil
Narrativa autobiográfica
Logotherapy
Meaning of life
Covid-19 pandemic
Public child education
Autobiographical narrative
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Oliveira, Silvia Santos. Sentido da vida em Viktor Frankl: uma análise a partir da experiência educacional no contexto da pandemia por Covid-19. 2022. Dissertação (Mestrado em Psicologia: Psicologia Clínica) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2022.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/29518
Data do documento: 14-Set-2022
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Silvia Santos Oliveira.pdf1,41 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.