REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/29557
Tipo: Dissertação
Título: Um altar que se coma: ensaios da agrofloresta
Título(s) alternativo(s): An altar one can eat: essays on agroforestry
Autor(es): Mello, Ana Luiza Braga de Faria
Primeiro Orientador: Pelbart, Peter Pál
Resumo: Este trabalho se propõe a investigar conflitos ontológicos que emergem na conjuntura de colapsos sócio-ecológicos do presente a partir de uma abordagem transdisciplinar. Discutem-se condições históricas e materiais do processo de colonização do Brasil que transformaram as paisagens e os deslocamentos de povos humanos e não humanos, assim como suas relações com a terra. Categorias estruturantes do pensamento ocidental contemporâneo e suas tradições políticas em relação às urgências socioambientais são colocadas em fricção com conhecimentos de povos indígenas e tradicionais, estudos sobre a sociobiodiversidade cultivada e proposições ético-estéticas associadas a movimentos em luta pela terra e à regeneração das florestas. Busca-se abordar os dissensos e as equivocações implicadas nas condições de nomeação de territórios, assim como a intraduzibilidade de arranjos relacionais que excedem as categorias científicas e políticas da modernidade clássica. Estas outras trajetórias e territórios de existência deslocam o universalismo e o etnocentrismo estruturantes para dar lugar a uma pluralidade de ecologias, agências, gramáticas e gestos que produzem mutuamente a habilidade da Terra
Abstract: This work investigates ontological conflicts that emerge in the conjuncture of present socio-ecological collapses within a transdisciplinary approach. Historical and material conditions of Brazil's colonization processes are associated with the transformation of landscapes and the dislocations of human and nonhuman peoples, as well as their relations with the land. Structural categories of Western thought and their political translations in regard to socio-environmental urgencies are placed in friction with indigenous and traditional knowledges, ethnographic and archaeological researches and ethical-aesthetic propositions associated with resurgent movements and the regeneration of forests. Dissent and equivocations involved in the conditions of naming territories and in the the untranslatability of its relational arrangements that exceed current scientific and political categories are investigated. These other trajectories and territories of existence shift universalist pretensions and ethnocentrism to give way to a plurality of ecologies, agencies, grammars and gestures that mutually produce the livability of the Earth
Palavras-chave: Ecologias
Pulsão
Agrofloresta
Território
Pluralismo ontológico
Ttradução
Ecologies
Drive
Agroforestry
Ontological pluralism
Territory
Translation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Mello, Ana Luiza Braga de Faria. Um altar que se coma: ensaios da agrofloresta. 2022. Dissertação (Mestrado em Psicologia: Psicologia Clínica) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2022.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/29557
Data do documento: 9-Set-2022
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Ana Luiza Braga de Faria Mello.pdf1,24 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.