REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/30268
Tipo: Dissertação
Título: A escuta do colunismo feminino de Clarice Lispector em mulheres hoje: uma perspectiva da psicologia analítica
Título(s) alternativo(s): Clarice Lispector’s female columnism listened by women today: an analytical psychology approach
Autor(es): Santos, Antonieta Campos Serra Teixeira dos
Primeiro Orientador: Wahba, Liliana Liviano
Resumo: Este trabalho é resultado de uma pesquisa qualitativa com objetivo de analisar a compreensão por mulheres hoje das colunas femininas escritas por Clarice Lispector, mediante abordagem em grupo vivencial de leitura pelo enfoque da Psicologia Analítica. Foram realizados três encontros remotos com oito mulheres de 25 a 35 anos e, pelo menos, Ensino Médio completo, divididas em dois grupos. Cada encontro teve uma temática: (1) corpo e beleza; (2) relacionamentos amorosos e constituição familiar; e (3) trabalho. Nos encontros, uma coluna feminina era lida e as participantes discutiam sobre a temática com base no texto. Ao fim das discussões, duas atividades ocorreram: (a) elas foram questionadas sobre como se relacionavam com os temas propostos – as respostas foram escritas individualmente e compartilhadas, acolhidas e discutidas pelo grupo; (b) no último encontro, as participantes , individualmente, relataram o que consideravam símbolos do que é ser mulher hoje e, juntas, construíram uma frase representante dos símbolos escolhidos e as discussões nos encontros realizados. Os resultados de (a) foram categorizados de acordo com o tema. As categorias foram formadas a partir de cada tema central: para (1), influências externas, autoaceitação e noção de beleza; para (2), qualidade dos relacionamentos amorosos, influências familiares e autoconhecimento e autodescoberta; e, para (3), busca de realização pessoal, autoconceito, dificuldades impostas pelo meio e busca por validação externa. Os resultados de (b) foram analisados simbolicamente. As participantes mostraram-se críticas a diversos posicionamentos de Clarice, mas apontaram, também, indícios de questionamento por parte da escritora. Relataram, às vezes, comportarem-se como a mulher das colunas e enfrentarem preconceitos e violências relacionados ao machismo e à cultura patriarcal, sobretudo em relacionamentos amorosos. Os resultados ainda indicam que as leituras auxiliaram na reflexão e compartilhamento de conteúdos pessoais e que os grupos vivenciais podem proporcionar um espaço psicológico seguro para esses compartilhamentos
Abstract: This study is the result of a qualitative research that aimed to analyze the comprehension by women of nowadays of the feminine columns written by Clarice Lispector, through an approach in an experiential reading group from the perspective of Analytical Psychology. Three remote meetings were held with eight women between 25 and 35 years old, who had, at least, completed high school education, divided into two groups. Each meeting had a theme: (1) body and beauty; (2) love relationships and family formation; and (3) work. In the meetings, a woman's column was read and the participants discussed the theme based on the text. At the end of the discussions, two activities took place: (a) they were questioned about how they related to the proposed themes - the answers were written individually and shared, welcomed and discussed by the group; (b) in the last meeting, the participants, individually, reported what they considered to be symbols of what it is to be a woman today and, together, they constructed a phrase representing the chosen symbols and the discussions happened during the meetings. The results of (a) were categorized according to theme. The categories were formed from each main theme: for (1), external influences, selfacceptance, and notion of beauty; for (2), quality of love relationships, family influences, and self-knowledge and self-discovery; and, for (3), search for personal accomplishment, self-concept, difficulties imposed by the environment, and search for external validation. The results of (b) were analyzed symbolically. The participants were critical of several of Clarice's positions, but also pointed out signs of rupture by the writer. They reported, sometimes, behaving as the woman in the columns and facing prejudice and violence related to male chauvinism and the patriarchal culture, especially in romantic relationships. The results also indicate that the readings helped in the reflection and sharing of personal content and that the experiential groups can provide a safe psychological space for such sharing
Palavras-chave: Psicologia analítica
Grupo vivencial
Mulheres
Colunas femininas
Clarice Lispector
Analytical psychology
Experiential group
Women
Feminine columns
Clarice Lispector
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica
Citação: Santos, Antonieta Campos Serra Teixeira dos. A escuta do colunismo feminino de Clarice Lispector em mulheres hoje: uma perspectiva da psicologia analítica. 2022. Dissertação (Mestrado em Psicologia: Psicologia Clínica) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2022.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/30268
Data do documento: 14-Out-2022
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia: Psicologia Clínica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Antonieta Campos Serra Teixeira dos Santos.pdf1,03 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.