???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3235
Tipo do documento: Dissertação
Título: A vida não se resume em festivais: um estudo das representações sobre Geraldo Vandré na imprensa brasileira (1966-2009)
Título(s) alternativo(s): Life is not just at festivals: a study of representations on Geraldo Vandré in the Brazilian press (1966-2009)
Autor: Silveira, Dalva
Primeiro orientador: Silva, Ana Amélia da
Resumo: Este trabalho estuda as representações sobre o cantor e compositor Geraldo Vandré que foram veiculadas pela imprensa brasileira, no período de 1966 a 2009. Partindo da hipótese de que o Caso Geraldo Vandré apresenta-se como um enigma no imaginário social brasileiro, buscou-se compreender como se deu a sua construção pela imprensa. Na reconstituição de sua trajetória, percebeu-se a ocorrência de vários acontecimentos que o transformaram num mito: a sua vinculação à arte engajada dos anos 60; a criação da música Pra não dizer que não falei das flores , conhecida popularmente como Caminhando , num momento de recrudescimento do embate entre o governo militar e a esquerda; a consequente perseguição ao compositor, o seu exílio, o seu retorno traumático ao Brasil e o encerramento prematuro de sua carreira. Toda essa história nunca foi bem explicada, gerando um mistério em torno do que teria acontecido com Vandré durante o seu exílio e, principalmente, em seu retorno ao Brasil, ocasião em que foi submetido a um interrogatório na Polícia Federal. A imprensa, ciente da potencialidade comercial desse mistério (ou enigma), se apropriou da história de Vandré, publicando várias matérias que se utilizaram, com variação de intensidade, da linguagem sensacionalista. As publicações exploram, entre outros, assuntos relacionados ao uso da tortura e da lavagem cerebral por parte dos militares, a suposta loucura do artista, a negação de seu passado artístico, sua relação com partidários da direita e a questão dos direitos autorais sobre sua obra. Debruçando-se sobre a história cultural e musical do país nos anos 60 e 70, a pesquisa traz elementos também para a ilustração do drama de adaptação pelo qual passaram os que se exilaram após a promulgação do AI-5 e retornaram na década de 1970, bem como a evocação da memória a respeito das sequelas sociais provocadas pela ditadura militar
Abstract: This work focuses on the representations on the singer and composer Geraldo Vandré whose reports were released by the Brazilian press between 1966 and 2009. Departing from the hypothesis that the Case Geraldo Vandré presents itself as an enigma in the social imaginary of Brazilians, some effort has been made to understand how its construction through the written press took place. Through the reconstruction of his course, there has been realized the incident of several events that turned him into a myth: his attachment to the engaged art of the 60`s; the composition of the song Para não dizer que não falei das flores (Not to say that I did not talk about the flowers), popularly known as Walking , at a moment of worsening of the crash between the military government and the left; the following pursuit to the composer, his exile, his traumatic return to Brazil and the premature close of his career. All this history has never been explained satisfactorily, producing a mystery around what would have happened to Vandré during his exile and principally on his return to Brazil, when he was subjected to a questioning by the Federal Police. The press was aware of the commercial potentiality of this mystery (or enigma) and took control of Vandré`s history, publishing several matters that were used with variation of intensity, bearing a sensationalist approach. The publications exploit, among others, subjects related to the use of the torture and the brainwashing techniques applied by the soldiers, the supposed madness of the artist, the negation of his artistic past, his relation with supporters of the right wing and the matter of the copyright of his work. Bending over the cultural and musical history of the country in the 60`s and 70`s, the research also brings about elements that illustrate the drama of adaptation which those who were exiled after the promulgation of the AI-5 and returned in the decade of 1970 had to face, as well as the evocation of the memory of social sequels to the military dictatorship
Palavras-chave: Geraldo Vandré
Imprensa
Ditadura militar
Press
Military dictatorship
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Silveira, Dalva. A vida não se resume em festivais: um estudo das representações sobre Geraldo Vandré na imprensa brasileira (1966-2009). 2010. 175 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3235
Data de defesa: 18-Nov-2010
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dalva Silveira.pdf16,9 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.