???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3734
Tipo do documento: Tese
Título: Estigmas e paradoxos: um estudo comparativo das relações raciais em São Paulo e Lisboa
Título(s) alternativo(s): Stigma and paradox: a comparative study of the racial relationship in San Paul and Lisbon
Autor: Tella, Marco Aurélio Paz 
Primeiro orientador: Costa, Márcia Regina da
Resumo: Portugal e Brasil são países que se assemelham pela presença secular de africanos e seus descendentes em suas sociedades Esta presença foi marcada em grande parte pelo sistema escravocrata Mesmo após o fim do sistema escravocrata os dois países influenciados por teorias cientificas racistas elaboradas no decorrer do século XIX desenvolveram estratégias de controle social e de manutenção das relações de poder político e econômico e de acesso a este poder que tiveram como característica o desequilíbrio ao preterir os africanos os afro-portugueses e os afro-brasileiros Estas questões ficaram evidentes com o início da imigração cabo-verdiana com destino a Portugal principalmente para Lisboa e sua área metropolitana onde os imigrantes ocuparam os bairros degradados e aqueles conhecidos como de lata Assim também ocorreu com os afro-brasileiros na cidade de São Paulo, que, desde o final do século XIX foram atingidos por legislações e políticas governamentais que objetivavam a segregação espacial de grande parte dos membros desse grupo A segregação espacial dos afro-brasileiros em São Paulo, e dos imigrantes cabo-verdianos e afro-portugueses, associada à construção de imagens estereotipadas e de processos de estigmatização refletiu na desqualificação social destes grupos em suas respectivas cidades Os afro-portugueses e os afro-brasileiros foram e são vítimas de atitudes racistas nas relações cotidianas em ambas as cidades embora haja condenação pública ao racismo campanhas contra a discriminação racial e uma resistência das pessoas de reconhecerem que têm atitudes de preconceito Este trabalho analisa tal paradoxo resultado da presença e influência, nas sociedades e nos governos do Brasil e de Portugal a partir de meados do século XX da ideologia luso-tropicalista lapidada por Gilberto Freyre que tinha como principal tese a inexistência de racismo nestas sociedades A partir desse cenário abordo as relações raciais em Portugal e no Brasil a partir da percepção de jovens afro-brasileiros moradores da Cohab Cidade Tiradentes na zona Leste da cidade de São Paulo e dos jovens afro-portugueses moradores do bairro 6 de Maio na cidade de Amadora Área Metropolitana de Lisboa Nas entrevistas, ficou evidente que a cor da pele é determinante na percepção do racismo e na identificação racial, deixando em segundo plano, elementos culturais de matriz africana O estudo também analisa a influência da ideologia luso-tropicalista na formação da percepção sobre o racismo dos jovens afro-brasileiros e afro-portugueses
Abstract: Portugal and Brazil are countries that resemble each other for the secular presence of Africans and their descendants in their societies This presence was marked largely, for the slavocrat system Even after the end of the slavocrat system, the two countries influenced by racist scientific theories elaborated during the 19th century developed strategies of social control and maintenance of the relationships of political and economical power and of the access to this power that had as characteristic the unbalance when ignoring the Africans the afro-Portuguese and the Afro-Brazilian ones These subjects were evident with the beginning of the cape-verdian immigration bound for Portugal mainly for Lisbon and its metropolitan area where the immigrants occupied the degraded neighborhoods and those ones known as "de lata" Likewise it happened with the Afro-Brazilians in the city of São Paulo that from the end of the 19th century were reached by legislations and government politics that aimed at segregating the great part of the members of that group The spacial segregation of the Afro-Brazilian ones in São Paulo and of the cape-verdians immigrants and Afro-Portuguese associated with the construction of stereotyped images and with the stigmatization processes reflected in the social disqualification of these groups in their respective cities The Afro-Portuguese and the Afro-Brazilian ones were and still are victims of racist attitudes in the daily relationships in both cities although there is public condemnation to the racism campaigns against the racial discrimination and a resistance of the people to recognize that they have prejudice attitudes This work analyzes such paradox, result of the presence and influence, in the societies and in the governments of Brazil and Portugal, starting from the middles of the 20th century of the luso-tropicalista ideology written by Gilberto Freyre that had as main theory, the inexistence of racism in these societies This scenery is the base of this study, considering the racial relationships in Portugal and Brazil starting from the perception of Afro-Brazilian youths who live at Cohab - Cidade Tiradentes in the East area of the city of São Paulo and of the Afro-Portuguese youths residents of the neighborhood called 6 de Maio in the city of Amadora metropolitan area of Lisbon In the interviews it was evident that the color of the skin is decisive in the perception of the racism and in the racial identification leaving in second plan African cultural elements The study also analyzes the influence of the luso-tropicalista ideology in the construction of the perception about the racism the Afro-Brazilian and the Afro-Portuguese youths
Palavras-chave: Racismo
Supremacia racial
Relações raciais
Segregação espacial
Gilberto Freyre
Racism
Racial supremacy
Racial relations
Spacial segregation
Racial segregation
Lisboa (Portugal) -- Relacoes raciais
Sao Paulo (cidade) -- Relacoes raciais
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Tella, Marco Aurélio Paz. Estigmas e paradoxos: um estudo comparativo das relações raciais em São Paulo e Lisboa. 2006. 219 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3734
Data de defesa: 4-Aug-2006
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese MARCO AURELIO PAZ TELLA.pdf1,52 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.