REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/3764
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorCruz, Myrt Thânia de Souza-
dc.contributor.advisor1Junqueira, Carmen Sylvia de Alvarenga-
dc.date.accessioned2016-04-26T14:56:11Z-
dc.date.available2007-05-02-
dc.date.issued2007-03-12-
dc.identifier.citationCruz, Myrt Thânia de Souza. A Chapada Diamantina e a convivência com o Semi-Árido: Ameaça de desarticulação e dissolução de comunidades locais. 2007. 187 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/3764-
dc.description.resumoEsta tese objetiva compreender o processo de ameaça de desarticulação e dissolução de comunidades do semi-árido da Chapada Diamantina. Foi feito estudo sistemático tomando como exemplo uma localidade denominada Cercado, situada no topo da Serra do Cigano, às margens da trilha cavaleira que dá acesso ao rio São Francisco. O estudo procura reconstruir a história do processo de povoamento da região, fortemente marcado pelo coronelismo materializado através dos fenômenos de mandonismo e voto de cabresto. Junto com seus moradores, recupera narrativas sobre a história da luta pela existência e manutenção da vida no lugar. De cunho eminentemente oral, as narrativas foram viabilizadas a partir da memória dos que lá vivem e também dos que migraram. O processo de reprodução das relações sociais, sob a égide do mundo da mercadoria, tem trazido sérias conseqüências para as comunidades rurais da Chapada Diamantina que vivem numa economia agrária de subsistência, degradando seu modo de vida e, não raro, conduzindo para sua dissolução. A incessante luta das pessoas em busca da satisfação de suas necessidades fornece consagração de práticas solidárias que viabilizam a convivência com a natureza semi-árida, mas não garante a manutenção dos modos de vida face às transformações decorrentes da modernidade. Frente às dificuldades impostas pelo processo de desarticulação, a singularidade de suas vivências os inscreve como agentes históricos ativos na construção de fazeres, no enraizamento e lida com a terra e na resistência pela manutenção dos conhecimentos das plantas medicinais, festejos, costumes e religiosidadepor
dc.description.abstractThe objective of this thesis is to comprehend the process of disarticulation threat and dissolution of communities in the semiarid region of the Chapada Diamatina plateau. A systematic study was made, using as an example an area denominated Cercado, situated on top of the Serra do Cigano, following the horse trail that leads to the San Francisco River. The study seeks to reconstruct the history of the colonization of that region, strongly marked by despotism, materialized through the phenomena of bossing and coerced votes. From the local residents, tales of the fight for existence and life maintenance in that region were retrieved. Eminently verbal, the narratives were based on the memory of those still in the region and others that have left. The social relations reproduction process under the shelter of the merchant world has brought serious consequences to the rural communities of the Chapada Diamantina plateau which live in a mere subsistence agrarian economy, degrading their way of life and not rarely leading to their dissolution. The continual struggle of these people in search of ways to satisfy their needs promotes solidary practices that make viable to live in the semiarid nature, although this does not guarantee the preservation of their ways of life in the face of the transformations generated by modern times. As a consequence of the difficulties imposed by the disarticulation process, the singularity of their life experience makes them active historical agents in their settlement, in working the land, in putting together their tasks and in the resistance to maintain their knowledge about medicinal plants, folklore costumes and their religiousnesseng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/11929/Myrt%20Thania%20de%20Souza%20Cruz.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentCiências Sociaispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociaispor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectChapada Diamantinapor
dc.subjectconvivência com o Semi-Áridopor
dc.subjectdesarticulação de comunidades ruraispor
dc.subjectmandonismo e Psicologia Ambientalpor
dc.subjectChapada Diamantina plateaueng
dc.subjectto live in the semiarideng
dc.subjectdisarticulation of rural communitieseng
dc.subjectbossingeng
dc.subjectenvironmental psychologyeng
dc.subjectDiamantina, Chapada, BA -- Condicoes sociaispor
dc.subjectBrasil, Nordestepor
dc.subjectSecas -- Brasil, Nordestepor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIApor
dc.titleA Chapada Diamantina e a convivência com o Semi-Árido: Ameaça de desarticulação e dissolução de comunidades locaispor
dc.typeTesepor
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Myrt Thania de Souza Cruz.pdf1,6 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.