REPOSITORIO PUCSP Monografias Lato Sensu (Especialização e MBA) Monografias Lato Sensu (em Processamento)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/38159
Tipo: Monografia de Especialização
Título: Os derivativos, sua expansão e seus riscos
Autor(es): Mendes, Fábio Lucas
Primeiro Orientador: Pompeo, José Nicolau
Borba, Jason Tadeu
Resumo: Atualmente os contratos de derivativos estão presentes em praticamente todos os bancos, outras instituições financeiras e corporações não financeiras. Eles se tornaram instrumentos importantes para administração de riscos de mercado e operacionais através do hedge, e mais recentemente para transferência de riscos de crédito, por meio dos derivativos de crédito. O presente trabalho tem por objetivo entender o mercado de derivativos, tal como seu crescimento, seus riscos e os impactos por eles causados. Impactos este que, conforme revelou nossa pesquisa empírica, cresceu exponencialmente nos últimos anos, provocando falências e crises. Estes eventos revelaram a necessidade de uma revisão nas teorias aplicadas na economia internacional, que desde meados dos anos setenta vem sendo utilizada em substituição àquela aplicada anteriormente, a teoria macroeconômica keynesiana. Essa “nova” ideologia aplicada, proveniente da teoria econômica neoclássica, acredita que os mercados são sempre eficientes, e, portanto, podem se autorregular sem intervenção do Estado. Porém a recente crise econômica global, que abalou as estruturas das finanças internacionais, que foi originada no mau uso, ou, proveniente da falta de regulamentação, de derivativos, fez até os maiores defensores da desregulamentação, rever seus conceitos
Abstract: The derivative contracts have been presented lately in basically all Banks, other financial institution and those that are not. They have become important instruments for market risk administration as well as operational through the hedge, and more recently to credit risks transfer, through credit derivatives. The objective of the present work is to understand derivative markets as well as its growth, risks, and impacts. These impacts according to our empiric survey, has grown exponentially lately causing bankruptcy and crisis. These events revealed the need of a review in theory applied to international economy, since mid seventies has been used to substitute those used before, the macro economy keynesiana. This new applied ideology came from the neoclassic economy, believes that the markets are always efficient, then, therefore can auto regulate itself without state intervention. However, recent global crisis, shake international financial structures originated from its bad use, or, result of lack of control and regulation, the derivatives, made even those who didn’t believe in control regulation to review its concepts
Palavras-chave: Derivativos
Riscos
Hedge
Falências
Crises
Regulamentação
Derivatives
Risks
Hedge
Bankruptcy
Crisis
Regulation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Economia, Administração, Contábeis e Atuariais
metadata.dc.publisher.program: Especialização em Decisão de Investimento e Avaliação Estratégica de Risco
Citação: Mendes, Fábio Lucas. Os derivativos, sua expansão e seus riscos. 2013. Monografia de Especialização (Especialização em Decisão de Investimento e Avaliação Estratégica de Risco) - Faculdade de Economia, Administração, Contábeis e Atuariais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2013.
Tipo de Acesso: Acesso Restrito
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/38159
Data do documento: 1-Abr-2013
Aparece nas coleções:Monografias Lato Sensu (em Processamento)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
FÁBIO LUCAS MENDES.pdf
  Restricted Access
4,13 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.