???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3877
Tipo do documento: Dissertação
Título: Potencialidades transformadoras dos movimentos camponeses no Brasil contemporâneo: as comunidades de resistência e superação no MST
Autor: Martins, Adalberto Floriano Greco 
Primeiro orientador: Almeida, Lúcio Flávio Rodrigues de
Resumo: O autor parte de uma retrospectiva histórica da formação social brasileira e considera que, aqui, não houve um processo contínuo de constituição do campesinato brasileiro. Isto não exclui a existência de intensas lutas nem a formação de diferentes organizações camponesas. Tivemos um campesinato em mutação. Nas décadas de 1970 e 80, expandem-se as relações capitalistas de produção e, com elas, o proletariado e o semiproletariado rurais. Estas mudanças colocaram as lutas sociais em outro patamar. A contradição entre esse semiproletariado e a classe dominante no campo, hegemonizada pela empresa rural latifundiária e a agroindústria, adquiriu centralidade. Nestas novas condições, surgiu o MST que, nos anos 90, desenvolveu uma política de organização de assentamentos bloqueada, sob diversos aspectos, pela desfavorável correlação de forças. No final da década, o movimento ampliou seus princípios organizativos e iniciou a experimentação de novos formatos de assentamentos e novas ações com vistas a alterar a matriz produtiva e tecnológica, criando condições para a introdução das Comunidades de Resistência eSuperação. Estas abrem possibilidades de uma nova referência popular para o campo brasileiro
Abstract: The author starts from a historical retrospectiva of the Brazilian social formation and it considers that there was not in this country a continuous process towards the constitution of lhe Brazilian peasantry. This does not exclude the existence of intensa struggles, nor the formation of many peasant organizations. We have had a peasantry in mutation. In the 70's and 80's, the capitalist production relations expanded, and with them, the rural proletariat and semi-proletariat. These changes placed social struggles on another level. The contradiction between this semi-proletariat and the dominant class in lhe countryside, which was subject by the hegemony of the larga land holdingrural enterprises and agribusiness, acquired centrality. In these new conditions lhe MST emerged, and in lhe 90's, it developed a settlement organization policy, which was blocked, in various ways, by lhe adversa power relations of the time. At the and of the decade, the movement expanded its organizational principles and started experimenting with new settlement formais and new actions aiming to altar the productive and technological matrix, inthat way creating conditions for the introduction of the Resistance and Surpassing Communities. Those have given rise to the possibility of a new popular reference for the Brazilian countryside
Palavras-chave: Camponeses -- Revoltas -- Brasil
Campesinato
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Ciências Sociais
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais
Citação: Martins, Adalberto Floriano Greco. Potencialidades transformadoras dos movimentos camponeses no Brasil contemporâneo: as comunidades de resistência e superação no MST. 2004. 223 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/3877
Data de defesa: 30-Nov-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Adalberto Floriano Greco Martins.pdf31,5 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.