REPOSITORIO PUCSP Monografias Lato Sensu (Especialização e MBA) Monografias Lato Sensu (em Processamento)
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39195
Tipo: Monografia de Especialização
Título: Pediatria e psicanálise: o vínculo mãe-bebê entre prevenir e remediar
Autor(es): Carvalho, Cláudia Janette Boutros
Primeiro Orientador: Oliveira, Erika Maria Parlatode
Resumo: É até bastante familiar para pediatras o encontro em sua clínica com mães angustiadas com sua nova função, com o bebê que “não dá sossego”, que se “recusa” de mamar e com a mãe que se sente “incapaz” de cuidar dele. A repetição dessa cena pedia uma posição da pediatra, e esse pedido, embora no momento mais preocupado com o aleitamento do bebê, levou a uma proposta de trabalho com as mães, pais e seus bebês, paraorientar as chamadas práticas de intervenção: o programa BEABÁ BEBÊ abriu um espaço no qual a mãe, o pai e o bebê (de 0 a 1 ano) pudessem ter algumas respostas para suas dúvidas e usufruir de cuidados especializados. A organização desse novo modelo de atendimento, contando com uma equipe interdisciplinar, exigiu profissionais capacitados, com uma visão ampliada da relação mãe-bebê, de modo a permitir que suas intervenções fosse eficazes. Entre os objetivos deste trabalho, que vem complementar e enriquecer o programa que já se encontra em andamento desde 1999, destacam-se: favorecer o fortalecimento (ou mesmo a criação) do vínculo mãe-bebê, imprescindível para a subjetivação do infans–esse que ainda não fala; promover o desenvolvimento emocional da mulher na experiência de ser mãe; estimular a confiança da mulher-mãe em sua sensibilidade, percepções e criatividade nos cuidados físicos/emocionais de seu bebê, e dar orientações para um aprendizado através das experiências vivenciadas na relação, considerando também a necessidade de incluir o pai, fundamental para o fortalecimento dessa relação. Nesse contexto, vai sendo feita a prevenção primária de saúde física e mental pela detecção precoce de situações e conteúdos psíquicospatogênicos. O ponto de partida é o campo da pediatria –que se liga à experiência de psicanalistas como Winnicott, Freud, J. Jerusalinsky, Parlato, Lasnik, entre outros –que, sem abandonar a especificidade de seu trabalho com os bebês, consegue deslocarseu foco do bebê para a relação do bebê com seus familiares e, particularmente, com suas mães. Acredita-se que, de formas diversas, todas as abordagens trazidas valorizam esse vínculo, com destaque especial para aquelas que investem na linguagem e na função paterna: mãe(pai)bebê
Abstract: It is even very familiar to pediatricians finding in hisclinic mothers anguishedwith his new role with the baby that "does not quiet," that "refuses" to nurse,and the mother who feels "incapable" of taking care ofhim. The repetition of thisscene called the pediatrician’s attention, and this request, although at the time more concerned with feeding the baby, took a proposal to work with mothers, fathers and their babies, to guide the practice calls for action: the program BEABÁBEBÊopened a space in which the mother, father and baby (0 to 1 year) couldhave some answers to theirquestions and take advantage of specialized care. Thisnew model of care, with an interdisciplinary team, required trained professionals with a broader view of the mother-babyrelation, so that their interventions were effective. Among the objectives of this work –which will complement and enrich theprogram already in progress since 1999are: promotingthe strengthening (or even creating) of the mother-baby bond, essential for the subjectivationoftheinfans(not yet speaking); promotingthe emotional development of women in the experience of being a mother; fosteringthe confidence of the woman-mother in their sensitivity, creativity and perceptions of care physical / emotional problems of her baby, and providingguidance for learning through experiences in relationship, considering also the need toinclude the father, the key to strengthening this relationship. It is inthis contextthatprimary prevention of physical and mental health for early detection of pathogenic situations and psychological content is being done. The birthplace of our interest is thefield of pediatrics –that connects the experience of psychoanalysts like Winnicott, Freud, J. Jerusalinsky, Parlato, Lasnik, among others –that, without abandoning the specificity of herwork with babies, domove its focus from baby to baby's relationship with his family, particularly with their mothers. It is believedthat, in various forms, all approaches enriched thisbond, with particular attention to those who invest in the language and in the paternal role: mother(father)baby
Palavras-chave: Vínculo mãe (pai) bebê
Subjetivação
Linguagem
Pediatria
Psicanálise
Mother(father) baby bond
Subjectivation
Language
Pediatrics
Psychoanalysis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::TRATAMENTO E PREVENCAO PSICOLOGICA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Aprimoramento em A Clínica Interdisciplinar com Criança e Jovem Surdo
Citação: Carvalho, Cláudia Janette Boutros. Pediatria e psicanálise: o vínculo mãe-bebê entre prevenir e remediar. 2009. Monografia de Especialização (Especialização em A Clínica Interdisciplinar com Criança e Jovem Surdo) - Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2009.
Tipo de Acesso: Acesso Restrito
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39195
Data do documento: 12-Set-2009
Aparece nas coleções:Monografias Lato Sensu (em Processamento)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
CLÁUDIA JANETTE BOUTROS CARVALHO.pdf
  Restricted Access
1,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.