REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39512
Tipo: Dissertação
Título: Da Senzala ao Novo Horizonte: identidades culturais e a militância na imprensa negra paulista entre 1945 e 1948
Autor(es): Lopes, Rubens Dionisio da Silva
Primeiro Orientador: Cruz, Heloisa de Faria
Resumo: Esta dissertação analisa o papel da imprensa negra paulistana na articulação dos movimentos negros e lutas entre 1945 e 1948, problematizando o papel dos periódicos e dos jornalistas negros na divulgação de propostas e na promoção do debate sobre a configuração das identidades culturais, bem como sobre o lugar das populações negras na construção e composição da nacionalidade. Privilegiando o estudo das trajetórias e da militância dos chamados “colaboradores” da imprensa negra que durante aqueles anos atuaram nos jornais O Novo Horizonte e Alvorada e na revista Senzala, indaga sobre os sentidos históricos de suas lutas e propostas contra o racismo e pela afirmação dos direitos sociais das populações negras no país. O texto da dissertação compreende três capítulos que abordam as principais questões analisadas. O primeiro capítulo apresenta e discute os projetos gráficos, editoriais das três publicações bem como as articulações de intelectuais negros em redes associativas e de comunicação durante a primeira metade do século passado, mas especialmente após o fim do Estado Novo. Já o segundo aborda a trajetória dos jornalistas negros e debate suas proposições sobre o lugar do negro na na sociedade brasileira, problematizando suas articulações políticas em entidades próprias , suas concepções sobre racismo e suas propostas para a promoção do negro visando sua integração econômica e cultural a nação e a vida nacional. O terceiro e último capítulo analisa a intervenção destes periódicos no campo das disputas em torno da memória social sobre o negro, ressaltando as denúncias sobre as formas de privação forçadas impostas aos africanos e seus descendentes e as perspectivas de revisão e rediscussão da memória coletiva. Destaca perspectivas memoriais daqueles movimentos em que se sobressaem os temas da imagem da mãe preta, os sentidos do 13 de Maio e do papel dos abolicionistas e que ressoam numa agenda social com repercussão nas lutas atuais contra o racismo estrutural e pela defesa de políticas afirmativas como as cotas raciais para o ensino universitário e a obrigatoriedade do ensino de culturas africanas, afro-brasileiras e indígenas nas escolas do ensino básico e superior
Abstract: This dissertation analyzes the role of the São Paulo black press in the articulation of black movements and struggles between 1945 and 1948, questioning the role of black journals and journalists in disseminating proposals and promoting debate on the configuration of cultural identities as well as on the place of black populations in the construction and composition of nationality. Prioritizing the study of the trajectories and militancy of the so-called “collaborators” of the black press who, during those years, worked in the newspapers O Novo Horizonte and Alvorada and in the magazine Senzala, it inquiries about the historical meanings of their struggles and proposals against racism and for the affirmation of social rights of black populations in the country. The text of the dissertation comprises three chapters that address the main issues analyzed. The first chapter presents and discusses the graphic and editorial projects of the three publications, as well as the articulations of black intellectuals in associative and communication networks during the first half of the last century, but especially after the end of the Estado Novo. The second one deals with the trajectory of black journalists and discusses their propositions about the place of blacks in Brazilian society, problematizing their political articulations in their own entities, their conceptions about racism and their proposals for the promotion of blacks, aiming at their economic and cultural integration to nation and national life. The third and final chapter analyzes the intervention of these periodicals in the field of disputes around the social memory of black people, highlighting the denunciations about the forms of forced deprivation imposed on Africans and their descendants and the perspectives of reviewing and re-discussing collective memory. It highlights memorial perspectives of those movements in which the themes of the image of the black mother stand out, the meanings of the May 13th and the role of abolitionists and which resonate in a social agenda with repercussions in the current struggles against structural racism and for the defense of affirmative policies such as racial quotas for university education and the mandatory teaching of African, Afro-Brazilian and indigenous cultures in primary and higher education schools
Palavras-chave: Imprensa negra
Movimentos sociais negros
Associativismo
Memórias negras
Black press
Black social movements
Associativism
Black memories
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Sociais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Lopes, Rubens Dionisio da Silva. Da Senzala ao Novo Horizonte: identidades culturais e a militância na imprensa negra paulista entre 1945 e 1948. 2023. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2023.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39512
Data do documento: 25-Mai-2023
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Rubens Dionisio da Silva Lopes.pdf2,25 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.