REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39996
Tipo: Tese
Título: Manuel Querino: entre letras e lutas - Bahia: 1851 – 1923
Autor(es): Leal, Maria das Graças de Andrade
Primeiro Orientador: Fraga, Estefania Knotz Cangucu
Resumo: Neste estudo biográfico, aspectos da vida de Manuel Raymundo Querino (1851-1923) são revelados, preenchendo lacunas sobre o artista, político, professor e intelectual. A obra que produziu entre os anos de 1903-1922, considerada auto[1]biográfica, foi a via principal para compreendê-lo e recapturá-lo no emaranhado do seu texto e do contexto em que viveu, enquanto depoimento de quem testemunhou e experimentou decepções e vitórias no alvorecer da República. Inaugurou uma forma de contar a história, ao trazer à luz do conhecimento sujeitos sociais que viviam na penumbra social, política e cultural e que com ele compartilharam situações de preconceito, discriminação, de rejeição em conseqüência da origem de classe e de raça. Brasileiro afro-descendente, nascido em Santo Amaro da Purificação-Bahia (28/07/1851), viveu intensamente acontecimentos significativos da história do Brasil, e da Bahia em particular, que marcaram os anos finais do Império e iniciais da República. Sujeito singular na complexidade de sua vida, impõe-se no roteiro das biografias. É uma possibilidade de dar-lhe voz e sentido históricos, ao esmiuçar as suas interferências nos processos sociais como militante político e intelectual. Comprometeu-se com a causa popular e do trabalho, perseguindo justiça, liberdade, igualdade e democracia. Levantou duas questões: o lugar do povo e do trabalhador na República e o lugar do negro na sociedade brasileira no pós-abolição. Foi um militante fiel à causa do oprimido. Da sua base operária, Querino enveredou pelo mundo da política partidária, na medida em que desenvolvia o talento de artista, diplomando-se em desenho e cursando arquitetura. No Império, militou no trabalhismo, criando a Liga Operária Bahiana e, na República, foi um dos fundadores do Partido Operário, a partir do qual foi conduzido para o cargo de Conselheiro Municipal por duas legislaturas (1891-1892 e 1897-1899). Desligando-se da política partidária, iniciou uma outra militância, dedicando-se ao magistério e à produção de conhecimento. Pelo trabalho intelectual que produziu, Querino se consolidou na sociedade baiana, garantindo prestígio no meio intelectual e no meio operário
Abstract: Some aspects of the life of Manoel Querino (1851-1923) are disclosed in this biographical study, filling existent gaps on the artist, politician, professor and intellectual. His works produced between 1903 and 1922 are considered to be autobiographical and are the main path to understanding and capturing his essence from within the entanglement of his text and the context in which he lived, as an acknowledgment of someone who lived and witnessed deceptions and victories at the dawn of the Republic.He created a new way of telling history, bringing into focus social subjects who existed in a social, political and cultural penumbra and with him shared prejudice, discrimination and rejection as a consequence of social class and race. An Afro-Brazilian, born in the city of Santo Amaro da Purificação, in the state of Bahia(28 July, 1851), he lived with passion through the significant events of Brazilian histor, especially the history of Bahia, that marked the final days of the Monarchy and first days of the Republic. Given the complexity of his life, he was a singular individual and therefore a preferred subject of many biographers. It is a challenge to give him historical voice and significance while researching his involvement in social processes, both as political militant and intellectual. In pursuing justice, liberty, equality and democracy, he was committed to the causes of the people and of the working class. He raised two issues: the place the people and the workers should occupy in the Republic and the position of the Negroes in post-abolition Brazilian society. He was a militant loyal to the cause of the oppressed. From his worker upbringin, Querino made his way into partisan politics while developing his talents as an artist, having majored in art and starting his studies of architecture. During Monarchy, he was a working class militant having created the Bahian League of Workers. At the advent of the Republic he was one of the founders of the Labor Party, being elected Town Counselor for two terms (1891-1892 and 1897-1899). After resigning from politics, he started one more militancy, committing himself to teaching and knowledge. Due to the work he produced, Querino gained the respect of Bahian society while maintaining his prestige among intellectuals and blue collar workers
Palavras-chave: Querino, Manuel [1851-1923] - Crítica e interpretação
Querino, Manuel [1851-1923] - Criticism and interpretation
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Faculdade de Ciências Sociais
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em História
Citação: Leal, Maria das Graças de Andrade. Manuel Querino: entre letras e lutas - Bahia: 1851 – 1923. 2004. Tese (Doutorado em História) - Programa de Estudos Pós-Graduados em História da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/39996
Data do documento: 4-Jun-2004
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em História

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
MARIA DAS GRAÇAS DE ANDRADE LEAL.pdf3,48 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.