???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4285
Tipo do documento: Dissertação
Título: Do vídeo à dança: inquietações políticas sobre traduções em registros audiovisuais
Autor: Bezerra, Amanda Queirós Gondim 
Primeiro orientador: Katz, Helena Tânia
Resumo: A transformação no comportamento social e nos hábitos cognitivos que vem marcando as três últimas décadas, por conta da proliferação de distintas mídias de comunicação de imagem, atingiu a dança de maneira peculiar. Ao ocuparem o papel de principais ferramentas para a popularização da informação em dança, mídias como fitas VHS e DVDs e, posteriormente, mídias móveis e de rede como internet, iPhone, iPad etc, vêm tornando o acesso à informação mais democrático, mas não sem interferir diretamente na reprodução desses dados. Evidentemente, a transmissão por tais mídias se diferencia da transmissão que é dada em contato direto com o criador de uma obra ou com alguém a quem o criador delega tal tarefa. O problema desta pesquisa é investigar a natureza específica da comunicação por imagem em processos de transmissão de conhecimento no campo da dança. A hipótese é a de que quando um bailarino apreende as informações de uma obra coreográfica sem o contato direto com o corpo vinculado à criação dela conhecendo-a somente através do seu registro audiovisual , sucede algo que interfere no produto que daí resulta, fazendo seu corpo ser atravessado não só por questões de ordem cognitiva, mas, principalmente, de ordem política. Para lidar com o corpo através da sua imagem midiatizada e investigar como a mediação desses suportes opera na relação imagem-obra, será empregada a Teoria Corpomídia (2001, 2003, 2005, 2010), de Katz & Greiner. As investigações a partir da comunicação por imagem serão trabalhadas via Arlindo Machado (1995, 2007), passando pelo conceito de tradução elaborado por Boaventura de Sousa Santos (2006, 2010) e Haroldo de Campos (1992), as leituras sobre mediação levantadas por Jesus Martín-Barbero (2002, 2003), a questão colonial proposta por Homi Bhabha (1998) e as noções de dispositivo e profanação trabalhadas por Giorgio Agamben (2007, 2009) . O objetivo é destacar as configurações do ambiente midiático que se estabelece no processo de transmissão embasado em imagens audiovisuais e refletir sobre o modo como esta comunicação é regida por traduções e mediações que interferem politicamente em toda aprendizagem que nelas se apoia
Palavras-chave: Dança
Corpomídia
Mediação
Tradução
Imagem
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Bezerra, Amanda Queirós Gondim. Do vídeo à dança: inquietações políticas sobre traduções em registros audiovisuais. 2011. 75 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4285
Data de defesa: 16-May-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Amanda Queiros Gondim Bezerra.pdf2,36 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.