???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4307
Tipo do documento: Tese
Título: A invisibilidade da imagem: simulação, fantasia e realidade do mundo visível
Autor: Costa, Alexandre 
Primeiro orientador: Baitello Junior, Norval
Resumo: Esta tese objetiva a percepção e apresentação da imagem aberta, fenomenológica, fundante na sua percepção, onde atualiza seu amplo potencial de visibilidade encarnado nos meios, e que culmina no processo de representação e validação do real percebido, onde a imagem ganha força e ocupa o posto de mediação entre o homem e o mundo, adotando as premissas de Flusser. Este trabalho se justifica quando expõe a impossibilidade da visualização do real, ou melhor, aponta a invisibilidade da imagem que simula o real percebido, haja vista sua reconhecida incapacidade de se apresentar naturalmente ao mundo, conforme os preceitos de Merleau-Ponty. Procuramos rastrear um dos pontos mais fecundos e problemáticos da filosofia e das Ciências da Comunicação, tateando os conceitos e funções da imagem. Para isso, utilizam-se duas formas de abordagem. Uma antropológica (empírica), histórica e cultural, que descreve a imagem artefactum , propagada pelos inúmeros suportes midiáticos e ao mesmo tempo, mediadora das formas de percepção do homem no mundo. De forma introdutória, aborda a origem, evolução e características do intercâmbio dialético com outras linguagens e sua voracidade midiática contemporânea. Outra, na abordagem epistemológica (teórica), examina a essência, função da imagem como interface entre as possibilidades do sensível e inteligível do sujeito, presente e consciente de suas amplitudes cognitivas. A análise dos mecanismos da representação e da linguagem, apresentada pelos estudos representacionistas da história da arte e da mídia, onde a imagem ocupa espaço fundamental como meio de visibilidade e existência, fecunda uma ampla reflexão, que em contraposição aos estudos da fenomenologia da percepção e aos princípios da semiótica contemporânea são examinadas, principalmente, nos pressupostos e colaborações de Merleau-Ponty, Flusser, Mitchell, Baitello, Belting e Català Domènech. A hipótese busca a visibilidade para o estatuto fenomenológico da imagem, com a finalidade de legitimar a proposta de uma leitura aberta da imagem sem os devidos suportes midiáticos na qual ela ganha forma e se torna visível. Independentemente de sua necessidade de encarnação ao suporte, o conhecimento teórico e epistemológico de suas características fenomenológicas e culturais, que antecedem a imagem física percebível, colabora para uma melhor compreensão dos estudos da mídia e da arte, que intrinsicamente se apresentam por meio da imagem visível. A ideia de que a percepção nos coloca em contato com uma experiência que guarda uma inerência vital e, ao mesmo tempo, uma intenção cultural e racional que se apresenta como nosso ponto de vista sobre o mundo, amplia esta tese
Abstract: This thesis aims at understanding and presenting the image open, phenomenological, founding in his perception, which updates its full potential embodied in the means of visibility, which culminates in the process of representation and validation of the perceived real, where the image gains strength and takes the position of mediation between man and the world, adopting the assumptions of Flusser. This work is justified when it exposes the impossibility of viewing the real, or rather, points to the invisibility of the image that simulates the real perceived, given his acknowledged inability to naturally present to the world, according to the precepts of Merleau-Ponty. We try to track one of the most prolific and problematic of philosophy and Communication Sciences, feeling the concepts and functions of the image. For this, we use two types of approaches. An anthropological (empirical), history and culture, which describes the image "artefactum," propagated by the many supporters and media at the same time, the mediator of the ways of perceiving the man in the world. An introductory way, discusses the origin, evolution and characteristics of dialectical exchange with other languages and their hunger contemporary media. Another, on the epistemological approach (theoretical), examines the essence of the image function as an interface between the possibilities of sensible and intelligible subject, present and aware of their cognitive amplitudes. The analysis of the mechanisms of representation and language, representationalist presented by the studies of art history and media, where the image takes up space as a fundamental means of existence and visibility, a wide fertile reflection, that in contrast to studies of the phenomenology of perception and the principles of contemporary semiotics are examined, mainly in the assumptions and contributions of Merleau-Ponty, Flusser, Mitchell, Baitello, Belting and Català Domènech. The hypothesis search visibility for the phenomenological status of the image, in order to legitimize the proposal for a "reading" open the image without the proper supports media in which it takes shape and becomes visible. Regardless of your need to "embodiment" to support, knowledge "theoretical" and phenomenological characteristics of their epistemological and cultural image prior to "physical" noticeable, contribute to a better understanding of media studies and art, which is intrinsically present through the visible image. The idea that perception puts us in touch with an experience that keeps an inherently vital and at the same time, a cultural and rational intention that presents itself as our point of view about the world, expands this thesis
Palavras-chave: Imagem
Percepção
Mídia
Visível
Invisível
Image
Perception
Media
Visible
Invisible
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Costa, Alexandre. A invisibilidade da imagem: simulação, fantasia e realidade do mundo visível. 2011. 130 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2011.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4307
Data de defesa: 10-Jun-2011
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Alexandre Costa.pdf13 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.