REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/4614
Tipo: Tese
Título: O papel do livro de mesa na sociedade do espetáculo
Autor(es): Silva, Francisco Sérgio Barbosa da
Primeiro Orientador: Katz, Helena Tânia
Resumo: Esta pesquisa tem como objeto de estudo o livro de mesa e seu papel no mercado. Livro de mesa, também chamado de coffee table book, pertence a uma categoria genérica de obras que se destacam, primeiramente, pelas características estéticas e pelo uso que se faz delas. Por serem títulos chamativos, com acabamento artístico e luxuoso marcante, tornam-se produtos de apreciação e até culto, ficando expostos em lugar de destaque, em vez de acomodados em estante. Funcionam, assim, como parte de um dispositivo (AGAMBEM) de reconhecimento sociocultural, promovendo e revelando quem os expõem. Tal característica nos impulsiona a trabalhar com a hipótese de que essas obras são o símbolo editorial do seu tempo, a dita sociedade do espetáculo (DEBORD). Num mundo de hiperprodução de imagens, nos interessa investigar em que medida as obras que se notabilizam pela visualidade e fisicalidade podem contribuir para a discussão sobre o impresso/digital, considerando que os livros de mesa se justificam, fundamentalmente, pelo corpo, e não apenas pelo conteúdo, deixando de existir em outra forma que não seja a atual. Este estudo articula os seguintes eixos temáticos: a) inserção do objeto na sociedade moderna/contemporânea, à luz de fenômenos midiáticos e culturais (ADORNO, AGAMBEM, BAUDRILLARD, DEBORD, DELEUZE, ECO, FOUCAULT, FLUSSER, JAMESON, LIPOVETSTKY, McLUHAN, PERNIOLA, WILLIAMS); b) inserção do objeto na historiografia do livro e do mercado editorial (BURKE, CHARTIER, DARNTON, EPSTEIN, SCHIFFRIN, THOMPSON): c) tratamento do livro como produto simbólico (BOURDIEU), fetichista (HAUG, RÜDIGER) e de valor específico (BENJAMIN, GORZ); d) uso do conceito de corpo a partir da Teoria Corpomídia (KATZ e GREINER). Para mostrar como os livros de mesa surgiram e se consolidaram, foi realizado o estudo de caso de uma das editoras mundialmente conhecidas que melhor representam essa categoria, a alemã TASCHEN, tida como The king of coffee table book . O estado da arte da polêmica sobre as transformações atuais do mercado editorial não contempla especificamente o livro de mesa, apesar de ser um fenômeno da sociedade atual, em destaque em casas, recepções, lojas e editoriais de estilo e decoração
Abstract: The object of this research work is to study the tabletop book and its role in the market. The tabletop book, also known as the coffee table book, belongs to a generic category of works that are marked, first, by their esthetic characteristics and by the use that is made of them. Since they have appealing titles, and artistic and luxurious finishing, they become products to be admired and appreciated, and are displayed prominently, instead of arranged, even hidden, on bookshelves. Thus, they function as part of a device for socio-cultural acknowledgment, promoting and revealing those who put the books on display. That feature leads us to the thesis that these works are the editorial symbol of their times, the so-called society of the spectacle (DEBORD). In a world accustomed to the hyper-production of images, we are interested in investigating to what point the works that are notable for their visual and physical impacts can contribute to the discussion regarding print/digital reproduction, considering that tabletop books are basically are justified by their body and not only by their contents, and they might cease to exist, if put into a form other than what is currently used. This study deals with the following main themes: a) insertion of the object in modern/contemporary society, in light of media and cultural phenomena (ADORNO, AGAMBEM, BAUDRILLARD, DEBORD, DELEUZE, ECO,FOUCAULT, FLUSSER, JAMESON, LIPOVETSTKY, McLUHAN, PERNIOLA, WILLIAMS); b) insertion of the object in the historiography of books and of the editorial market (BURKE, CHARTIER, DARNTON, EPSTEIN, SCHIFFRIN, THOMPSON): c) treatment of the book as a product that is symbolic (BOURDIEU), fetishistic (HAUG, RÜDIGER), and of specific value (BENJAMIN, GORZ); d) use of the body concept, based on Bodymedia Theory (KATZ and GREINER). In order to show how tabletop books came into existence and became established, a case study was done of one of the world-renowned publishing companies that best represents this category, Germany s TASCHEN, known as The king of the coffee table book . The state of the art of the polemics regarding the current transformations of the editorial market does not deal specifically with tabletop books, despite being a phenomenon of today s society, which is on display in homes, reception areas, stores, and style and decoration publications
Palavras-chave: Livro de mesa
TASCHEN
Sociedade do espetáculo
Coffee table book
Tabletop book
Society of the spectacle
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Silva, Francisco Sérgio Barbosa da. O papel do livro de mesa na sociedade do espetáculo. 2014. 129 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4614
Data do documento: 28-Abr-2014
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Francisco Sergio Barbosa da Silva.pdf15,04 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.