REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/4635
Tipo: Tese
Título: Congruência absurda: corpomídia da metrópole comunicacional
Autor(es): Ribeiro, Sheila Canevacci
Primeiro Orientador: Katz, Helena Tânia
Resumo: Um mix de elementos comunicacionais aparentemente incongruentes vem proliferando na metrópole, a partir da vivência atravessada pela cultura digital. Trata-se de um fenômeno da comunicação aqui nomeado de congruência absurda (CA) por conjugar ocorrências estranhas que coadjuvam normalizadas e legitimadas na contemporaneidade sem, no entanto, causar estranhamento. As congruências absurdas (CA) irrompem em situações e locais imprevistos e intersticiais na metrópole comunicacional, fruto da tensão entre comunicação, cultura e consumo, hipertextualizando a imbricação verbal-imagens de forma tão acordada com o ambiente, que a estranheza daquilo que reúne não é percebida. Para identificar as congruências absurdas devese praticar uma metodologia guiada por uma itinerância flâneur , tanto pela cidade quanto pela vida on line, navegando por uma revisão bibliográfica indisciplinar (Muniz Sodré), articulando quatro eixos teóricos: a) teoria corpomídia (segundo Helena Katz e Christine Greiner); b) fetichismo metodológico (Massimo Canevacci); c) estudos da cibercultura (McLuhan; Lemos; Shirky; e d) estudos póscoloniais da comunicação (Souza Santos; Bhabha; Fanon. Tratando as congruências absurdas como sampleamentos glocais, promovidos pela transcodificação on-off line, esta pesquisa tem como objetivo propor a sua proliferação como um sintoma cognitivo dos sujeitos indexados que agora somos. A hipótese propõe a CA enquanto evento comunicacional de autoria expandida em materializações diversas, um corpomídia da metrópole comunicacional que, ao se manifestar, revela valores já presentes na comunicação
Abstract: Starting off from the experience crossed by digital culture, a mixture of apparently incongruent communicational elements has been proliferating in the metropolis. This is a phenomenon of communication named here as absurd congruence (AC) for conjugating odd occurrences that, being normalized and legitimized in contemporaneity, collaborate within themselves without, nevertheless, causing strangeness. The absurd congruencies (ACs) break out in unexpected and interspaced situations and locations in the communicational metropolis, fruit of the tension between communication, culture and consumption, hypertexting the verbalimage imbrications so very much accordingly to the environment that the strangeness of what they gather is not noticed. To identify the absurd congruencies , it is necessary to practice a methodology guided by a flâneur itinerancy, both in the city and online life, navigating through an interdisciplinary biographical review (Muniz Sodré), articulating four theoretical axes: a) mediabody theory (Helena Katz e Christine Greiner); b) methodological fetishism (Massimo Canevacci); c) cyber culture studies (Mcluhan, Lemos, Shirky); and d) post-colonial studies of communication (Souza Santos, Bhabha. Fanon). Treating absurd congruencies as glocal samplings promoted by the on/ offline transcodification, the objective of this research is to propose its proliferation as a cognitive symptom of the indexed subjects we are now. The hypothesis proposes AC as a communicational event of expanded authorship in diverse materializations, a mediabody of the communicational metropolis that, as it manifests itself, reveals values already present in the very communication
Palavras-chave: Congruência absurda
Corpomídia
Fetichismo metodológico
Metrópole comunicacional
Cultura digital
Transcomunicação
Absurd congruence
Mediabody
Methodological fetishism
Communicational metropolis
Digital culture
Transcommunication
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Ribeiro, Sheila Canevacci. Congruência absurda: corpomídia da metrópole comunicacional. 2014. 251 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4635
Data do documento: 26-Jun-2014
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Sheila Canevacci Ribeiro.pdf35,72 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.