???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4657
Tipo do documento: Tese
Título: Iconofagia e incomunicação: a violência na publicidade de alimentos animalizados, créditos bancários e agrotóxicos, dirigida a jovens e idosos
Título(s) alternativo(s): Iconophagy and non-communication: violence in advertising of animal origin food, credit bank and pesticides directed to young and ederly people
Autor: Lima, Aida Franco de 
Primeiro orientador: Baitello Junior, Norval
Resumo: A presente pesquisa aborda a publicidade relativa a alimentos animalizados, cartões de crédito/crédito consignado e ao setor agroquímico, no contexto do Programa Agrinho, discutindo a maneira como a violência, o consumismo e a incomunicação se interconectam. As temáticas abordadas são exemplificadas a partir de peças publicitárias que emergiram em períodos diferenciados, mas que continuam exibidas até 2014. Apesar da aparente disparidade, com contextos de produção diferenciados, o recorte tem em comum o fato de os conteúdos serem destinados ao consumo entre o público infantil e idoso, promovendo, inclusive, adesão e simpatia de parte do público. Movemo-nos pela hipótese de que os mecanismos midiáticos e publicitários adotados pelos setores em tela operam uma assepsia , isto é, desvinculam os produtos finais de suas origens e de seu processamento. Defendemos que a criação das emissões midiáticas de matriz publicitária em jornais impressos, televisão e sites impacta o público quando se revelam os bastidores dos empreendimentos em questão. Utilizamos como conceitos principais a incomunicação , motivada justamente pela carga excessiva de imagens veiculadas pelas mais variadas mídias; iconofagia , situação em que as imagens e corpos revezam-se no ato de devoração em um ambiente tomado por imagens; e a violência , alocada em contextos aparentemente inofensivos. Em relação à metodologia utilizada, estudamos comparativamente conceitos acerca do universo midiático, das imagens e dos mecanismos de consumo, colocando, quando necessário, as publicidades do recorte também em confronto. Como parte de nosso arcabouço teórico sustentamo-nos em estudos de Günter Anders, Norval Baitello Jr., Vilém Flusser, Malena Contrera Segura, Martin Lindstrom, Peter Singer, Sonia Terezinha Felipe, Carol J. Adams, entre outros
Abstract: This research focuses on advertising related to animal origin food, credit cards/ consigned credit and the agrochemical sector, this last according to the so-called Agrinho program. Our purpose is to discuss how violence, consumerism and the lack of communication interconnect by means of themes exemplified from advertisements that have appeared in different periods and were displayed until 2014. Despite the apparent disparity from different contexts of production, our research selection has in common the presence of contents oriented to the consumption by children and an elderly public, even stimulating adhesion and sympathy in consumers. We worked from the hypothesis that media and advertising mechanisms adopted by the above-mentioned sectors accomplish a kind of "asepsis", that is, they detach the end products of their origins and processing. We argue that advertising in print newspapers, websites and television impacts the audience once they reveal the backstage of several advertising strategies. As main concepts we used non-communication , this one triggered by the excessive load of images conveyed by different media; "iconophagy", in which the images and bodies take turns in a devouring act in an environment encompassed by images; and "violence", this last allocated in seemingly innocuous contexts. Regarding our methodology, we studied comparatively concepts about the media universe, the images and the mechanisms of consumerism, confronting the selected ads when appropriated. As for our theoretical framework we had the support of Günter Anders, Norval Baitello Jr., Vilém Flusser, Malena Contrera Segura, Martin Lindstrom, Peter Singer, Sonia Terezinha Felipe, Carol J. Adams works, among others
Palavras-chave: Agrinho
Alimentos animalizados
Iconofagia
Incomunicação
Publicidade de créditos bancários
Violência
Animal origin food
Iconophagy
Non-communication
Advertising of bank loans
Violence
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Comunicação
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Lima, Aida Franco de. Iconophagy and non-communication: violence in advertising of animal origin food, credit bank and pesticides directed to young and ederly people. 2014. 114 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4657
Data de defesa: 3-Dec-2014
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Aida Franco de Lima.pdf2,76 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.