REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/4862
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.creatorMaciel, Sonia Maria Pereira-
dc.contributor.advisor1Motta, Leda Tenorio da-
dc.date.accessioned2016-04-26T18:16:02Z-
dc.date.available2007-07-11-
dc.date.issued2006-01-16-
dc.identifier.citationMaciel, Sonia Maria Pereira. Uma abordagem do tempo em A ostra e o vento de Walter Lima Júnior. 2006. 121 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2006.por
dc.identifier.urihttps://tede2.pucsp.br/handle/handle/4862-
dc.description.resumoNeste trabalho, buscou-se explicitar aspectos do processo de codificação na literatura e no cinema. O corpus analisado foi composto pelo livro A ostra e o vento do escritor cearense Moacir C. Lopes (1982) e o filme homônimo, uma adaptação para o cinema, sob a direção do cineasta Walter Lima Júnior (1997). A proposta desta dissertação surgiu da constatação de uma prática, particularmente entre estudantes, de se substituir a leitura de uma obra literária pela sua correspondente adaptação fílmica. Essa prática, que ignora especificidades de cada linguagem, resolve parcialmente aspectos do conteúdo e ignora, totalmente, questões formais e estruturais, rebaixando a relevância do objeto enquanto criação artística. O processo de codificação em uma dada linguagem faz-se por meio do grau de convencionalidade do modelo artístico em geral e do objeto (artístico) em particular, que se constitui pela norma, pelos desvios da norma, pelo grau de previsibilidade e de informação estética. Assim foram analisados, tanto no livro quanto no filme, procedimentos composicionais utilizados, tendo em vista a identificação dos elementos responsáveis pela significação de cada um dos modelos de arte. Para o estudo da adaptação de uma linguagem à outra, partiu-se do conceito semiótico de modelização de Iuri M. Lotman, segundo o qual um sistema de signos organiza-se como linguagem secundária, ao sobreporse ao nível lingüístico natural (linguagem primária), adquirindo estruturalidade própria para a transmissão da informação, o que seria impossível com os meios de uma estrutura elementar propriamente lingüística. O elemento considerado responsável pela estruturação da linguagem artística e, portanto, portador de informação, tanto no livro quanto no filme, foi o tempo. A análise, no texto verbal, baseou-se no problema do quadro-fronteira na obra artística (Lotman e Boris A. Uspênski), para estabelecer o valor modelizante das categorias de princípio e de fim e explicar a configuração do tempo; no texto fílmico, baseouse nas oposições binárias (V. V. Ivanov), reveladas pelos efeitos cromáticos explorados. O estudo dos mecanismos semióticos, à luz da comparação, torna mais evidentes os procedimentos próprios para cada tipo de arte. Este trabalho, ao abordar a problemática do sistema de codificação, na literatura e no cinema, delineou especificidades de cada um dos sistemas de signos, ressaltando o elemento tempo como o principal portador de significaçãopor
dc.description.abstractIn this work, it was searched for the aspects of the process of codification in literature and cinema. The analyzed corpus was composed of the book An oyster and the wind, by the native writer of Ceará Moacir C. Lopes (1982) and the homonym film, an adaptation to the cinema, directed by the motion picture director Walter Lima Júnior (1997). The proposal of this dissertation emerged from the confirmation of a practice, particularly among students, of substituting the reading of a literary work for its corresponding adaptation for the cinema. That practice, which ignores the specifics of each of the languages, solve partially aspects of the content and ignores, totally, questions on the form and the structure, reducing the relevance of the object as an artistic creation. The process of codification in a specific language is done by means of the conventionality of the artistic model in general and of the (artistic) object in particular, which is constituted by the norm, by the norm deviations, by the predictability and the esthetical information. This way, compositional procedures were analyzed in the book and in the film, by having in mind the identification of the responsible elements to the signification of each of the art models. To study the adaptation of a language to the other one, it was started from the semiotic conception of modelization of Iuri M. Lotman, according to which a system of signs organizes itself as a secondary language, as it overcomes itself the natural linguistic level (primary language), getting a peculiar structure to transmit information, what would be impossible by means of an elementary structure strictly linguistic.The element considered responsible to give structure to the artistic language and, therefore, passed to be an information messenger, in the book and in the film, was time. The analysis, in the verbal text, was based on the borderline-table problem in the artistic work (Lotman and Boris A. Uspênski), to establish the modeling value of the categories of beginning and ending and to explain the configuration of time; in the film text, it was based on the binary oppositions (V. V. Ivanov), revealed by the chromatic explored effects. The study of the semiotic mechanisms, in the light of this comparison, makes the own procedures of each type of art more evident. This work, as it approaches the problem of the codification system, in literature and in cinema, delineated some specifics of every one of the systems of signs, making explicit the time element as the main messenger of significationeng
dc.description.sponsorshipFundação Educacional de Ituiutaba-
dc.formatapplication/pdfpor
dc.thumbnail.urlhttp://tede2.pucsp.br/tede/retrieve/13681/COS%20-%20Sonia%20Maria%20P%20Maciel.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherPontifícia Universidade Católica de São Paulopor
dc.publisher.departmentComunicaçãopor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsPUC-SPpor
dc.publisher.programPrograma de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semióticapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCinemapor
dc.subjectLiteraturapor
dc.subjectCodificaçãopor
dc.subjectAdaptaçãopor
dc.subjectSemióticapor
dc.subjectModelizaçãopor
dc.subjectCinemaeng
dc.subjectLiteratureeng
dc.subjectCodificationeng
dc.subjectAdaptationeng
dc.subjectSemioticeng
dc.subjectModelingeng
dc.subjectLima Junior, Walter [1938-] - A ostra e o vento (Filme) - Crítica e interpretaçãopor
dc.subjectEspaco e tempo no cinemapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAOpor
dc.titleUma abordagem do tempo em A ostra e o vento de Walter Lima Júniorpor
dc.typeDissertaçãopor
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
COS - Sonia Maria P Maciel.pdf433,64 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.