REPOSITORIO PUCSP Teses e Dissertações dos Programas de Pós-Graduação da PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.pucsp.br/jspui/handle/handle/4958
Tipo: Tese
Título: E o verbo se fez homem: as iconofagias midiáticas e as estratégias de docilização da sociedade de controle
Autor(es): Mendonça, Carlos Magno Camargos
Primeiro Orientador: Baitello Junior, Norval
Resumo: O objetivo geral desta pesquisa é analisar os modos pelos quais as estratégias da sociedade de controle encontram no regime discursivo da propaganda e da publicidade um terreno fértil para atingir seu ponto máximo: o corpo. Investigamos como estes regimes balizam operadores que visam modelar o corpo e a subjetividade e onde estes encontram formas de resistência. Sobre o corpo debruçam-se, além dos múltiplos afetos, desejos e humores, olhares atentos neste palco privilegiado das manifestações das experiências humanas. Lugar de conflitos, de explicitação de alteridades e de revelação dos traços identitários, o corpo tem ganhado contornos definidos em pesquisas das mais diversas áreas do conhecimento. Entendemos que a ciência da comunicação apresenta-se como locus privilegiado para o estudo deste polifônico objeto. Três princípios foram fundamentais para o trabalho de pesquisa e para a construção dos procedimentos analíticos: as reflexões em torno da noção de sociedade disciplinar, desenvolvida por Michel Foucault conseqüentemente a noção de sociedade de controle que Deleuze deriva deste conceito ; as noções de vertical e horizontal que Harry Pross cunhou; e a noção de iconofagia proposta por Norval Baitello Júnior. Com a primeira noção buscamos compreender como as linhas de força das duas sociedades (a disciplinar e a de controle) atuam como conformadoras de corpos, identidades e subjetividades. Com a segunda observamos como os corpos desenvolvem mecanismos de resistência frente aos processos iconofágicos existentes no regime discursivo pesquisado. Com a terceira procuramos descobrir na dimensão relacional do cotidiano o aspecto positivo da iconofagia como instrumento de resistência. O objeto empírico da pesquisa são textos verbo-visuais veiculados na revista espanhola Zero (revistas de estilo, entretenimento e comportamento destinadas aos gays). Contrastamos os textos verbo-visuais da revista Zero com os das revistas francesas Têtu (segmentada para homossexuais), Numéro Homme, Vogue Homme e Le Officel Homme (não segmentadas para homossexuais). Tal contraste teve como função detectar as semelhanças e as diferenças entre os textos verbo-visuais que narram o corpo do homem. Entendemos estes textos como espaços de experiências semióticas complexas, nos quais diversos planos de significação se articulam para a composição da mensagem
Abstract: The general mission of this investigation is to analyze the ways about which the strategies of the control society find in the discursive regime of the propaganda and the publicity a fertile land to reach their maximum point: the body. We investigated as these regimes sight to model to the body and the subjectivity and where these find resistance forms. On the body they are, in addition to the multiple affection, desires and humors, you watch kind in this privileged scene of the manifestations of the human experiences. Place of conflicts, revelation of the identitários outlines, the body has caputured contours defined in investigations of the diverse areas of the knowledge. We understand that the science of the communication appears as locus privileged for the study of this object. Three principles were fundamental for the work of investigation and the construction of the analytical procedures: the reflections around the society notion to discipline, developed by Michel Foucault - consequently the notion of control society that Deleuze derives from this concept -; the slight knowledge of vertical and horizontal that Harry Pross coined; and the propose notion of iconofagia by Norval Baitello Junior. With the first notion we looked for to understand as the lines of force of the two societies (to discipline and the one to it of control) act like conformadoras of bodies, identities and subjectivities. With second we observed as the bodies in front of develop mechanisms of resistance the existing iconofagicos processes in the investigated discursive regime. With third we looked for to discover in the relational dimension of daily the positive aspect of iconofagia like resistance instrument. The empirical object of the investigation are texts verb-lines of vision spread in the Spanish magazine Zero (magazine of style, entertainment and behavior destined to gays). We resisted texts verb-lines of vision of magazine Zero with those of you confiscate French Têtu (segmented for homosexuals), Numéro Homme, Vogue Homme and Him Officel Homme (not segmented for homosexuals). Such resistance had like function to detect the similarities and the differences between texts verb-lines of vision that narrate the body of the man. We understand these texts like spaces of complex semiotics experiences, in which diverse planes of meaning articulate for the composition of the concept message
Palavras-chave: Vertical
Horizontal
Iconofagia
Vertical
Horizontal
Subjectivity
Iconofagia
Homosexuality
Controle social
Homossexualidade
Subjetividade
Corpo humano
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAO
Idioma: por
País: BR
Editor: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da Instituição: PUC-SP
metadata.dc.publisher.department: Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica
Citação: Mendonça, Carlos Magno Camargos. E o verbo se fez homem: as iconofagias midiáticas e as estratégias de docilização da sociedade de controle. 2007. 185 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2007.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/4958
Data do documento: 22-Out-2007
Aparece nas coleções:Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Carlos Magno Camargos Mendonca.pdf36,18 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.