???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/8425
Tipo do documento: Dissertação
Título: Princípios constitucionais do Tribunal do Júri brasileiro
Autor: Peixoto, Paulo Henrique Abujabra 
Primeiro orientador: Silva, Marco Antonio Marques da
Resumo: O presente trabalho examina os princípios norteadores do processo penal brasileiro, especificamente aqueles atrelados ao Tribunal do Júri - ampla defesa, soberania dos veredictos, sigilo das votações e competência mínima para julgamento dos crimes tentados e consumados dolosos contra a vida - embasando-os nos comandos da Carta Magna de 1.988, historiando-os através das diversas Constituições que nortearam o Estado Brasileiro, desde a época do regime português imperial até o regime republicano instaurado em 1889 e referendado recentemente no plebiscito de 1.993. A riqueza dos estudos desenvolvidos acerca do tema princípios constitucionais e sua interface com os mais diversos ramos do Direito permitem concluir o Direito Processual Penal como viga de sustentação do Estado Democrático de Direito, seja pela posição estratégica que lhe revela a Constituição Federal como pela importância de seu deslinde enquanto ciência autônoma. A abordagem dos dogmas constitucionais traçados pelo legislador pátrio no entrelaçamento com o Direito Processual Penal objetivou a profunda pesquisa realizada, procurando, por corolário, contribuir com o avanço da ciência e modernização dos ideais de Justiça que clama a sociedade organizada. O exercício da cidadania passa necessariamente pela constante análise dos alicerces de um povo. Desta feita, tem-se que a modernidade acaba por produzir, muitas vezes, preceitos e condições negativas, cujo resultado é demonstrado na não aplicabilidade integral da vontade popular originária. O Tribunal do Júri Brasileiro representa o verdadeiro espírito do legislador constitucional quando da promulgação da Carta Magna em 1988, valorando a participação popular em crimes cujo impacto social se sobrepõe ao tecnicismo racional e lógico da ciência jurídica atual. Assim, o Direito Processual Penal atual requer alterações sólidas e vigorosas, afastando as medidas modificativas paliativas e pontuais, na sua maioria, fruto de uma vontade momentânea e ardilosa, especialmente aquelas tendentes a abolir da ciência jurídica o Tribunal do Júri Brasileiro
Palavras-chave: Juri
Processo penal -- Brasil
Principios constitucionais
Área(s) do CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITO
Idioma: por
País: BR
Instituição: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Sigla da instituição: PUC-SP
Departamento: Direito
Programa: Programa de Estudos Pós-Graduados em Direito
Citação: Peixoto, Paulo Henrique Abujabra. Princípios constitucionais do Tribunal do Júri brasileiro. 2004. 115 f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2004.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/8425
Data de defesa: 30-Nov-2004
Appears in Collections:Programa de Estudos Pós-Graduados em Direito

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Paulo Henrique Abujabra Peixoto.pdf5,08 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.